Napoli só empata em casa com Sassuolo e fica mais longe dos líderes do Italiano

Desde a grave contusão no joelho direito do centroavante polonês Milik, em outubro, está virando rotina para o Napoli quando…


Desde a grave contusão no joelho direito do centroavante polonês Milik, em outubro, está virando rotina para o Napoli quando atua em sua casa, o estádio San Paolo, em Nápoles. Seja pelo Campeonato Italiano ou pela Liga dos Campeões da Europa, o time fica mais tempo com a posse da bola, cria inúmeras chances de gol, mas não vence. Aconteceu de novo nesta segunda-feira, para desespero e vaias da torcida ao apito final, com o empate por 1 a 1 com o Sassuolo, pela 14.ª rodada da competição nacional.

O resultado frustra os planos napolitanos depois da derrota da líder Juventus para o Genoa. Agora com 25 pontos, o Napoli termina a rodada na sétima colocação, sendo ultrapassado pelo Torino. São oito pontos de diferença para a ponta da tabela de classificação e quatro para os vices Roma e Milan.

Já o Sassuolo, que nesta temporada briga contra o rebaixamento, subiu para 14 pontos e está na 16.ª colocação. Tem sete pontos a mais que o Pescara, que abre a zona da degola no Campeonato Italiano.

Em campo, o Napoli foi para cima desde os primeiros minutos. O problema está mesmo na hora da finalização – nesta segunda-feira, a escolha do técnico Maurizio Sarri para ser o homem de referência no ataque foi Manolo Gabbiadini, que pouco fez. Coube a Lorenzo Insigne o trabalho de chutar a gol. E ele saiu aos 41 minutos, em um contra-ataque iniciado por Marek Hamsik. O atacante italiano recebeu de frente para a zaga, deu um drible para o meio e chutou colocado no ângulo do goleiro Andrea Consigli.

Na segunda etapa, o Napoli seguiu mandando no jogo, mas o Sassuolo resolveu ser mais ofensivo pela necessidade do momento – até chegou a mandar uma bola no travessão aos 18 minutos. Com mais oportunidades desperdiçadas para “matar” a partida, o time da casa relaxou na defesa e permitiu o empate, aos 37. Após jogada pela direita, Gregoire Defrel apareceu livre na área e mandou de primeira, sem chances para o goleiro Pepe Reina.

Castigo para o Napoli, que mostrou enorme desespero com o resultado adverso. A partir do empate, a bola parecia que “queimava” nos pés dos jogadores. Na chance final, aos 47 minutos, Callejón chutou rasteiro e a bola bateu no pé da trave esquerda de Consigli e saiu.