Filho de Caio Júnior não embarcou porque esqueceu passaporte

Caio Júnior está entre as vítimas da queda do avião da companhia aérea LaMia, da Venezuela, que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia


Foto: Reprodução
“Precisamos de força, peço que nos deem um pouco de privacidade especialmente à minha mãe”

Filho de Caio Júnior, técnico da Chapecoense, Matheus Sarolli afirmou após a tragédia com a equipe catarinense na Colômbia que não embarcou rumo a Medellín no mesmo voo porque deixou seu passaporte em casa. O acidente aéreo causou a morte de ao menos 70 pessoas na madrugada desta terça-feira (no horário de Brasília).

“Agradeço a todos que estão ligando e mandando mensagens. eu estava em São Paulo hoje e não embarquei pois tinha esquecido meu passaporte”, revelou o filho do treinador, nas redes sociais. “Precisamos de força, peço que nos deem um pouco de privacidade especialmente à minha mãe.”

Caio Júnior está entre as vítimas da queda do avião da companhia aérea LaMia, da Venezuela, que levava a delegação da Chapecoense para a Colômbia. Nesta quarta, o time catarinense iria disputar o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, de Medellín.

O acidente aéreo aconteceu nesta madrugada quando o avião se aproximava da cidade colombiana. O voo partiu de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Ao menos 70 pessoas morreram na tragédia, entre jogadores da Chapecoense, jornalistas e membros da tripulação.