Figueirense também homenageará vítimas de tragédia com nomes em salas

A exemplo de Flamengo e Botafogo, o Figueirense também decidiu homenagear vítimas do trágico acidente de avião na Colômbia dando…


A exemplo de Flamengo e Botafogo, o Figueirense também decidiu homenagear vítimas do trágico acidente de avião na Colômbia dando seus nomes a propriedades do clube. Presentes no dia a dia do time catarinense, o jornalista André Podiacki e o cinegrafista Djalma Araújo, mortos na madrugada da última segunda para terça, foram os homenageados nesta quinta.

Torcedor e sócio do Figueirense, André, jornalista do Diário Catarinense, dará nome à sala de imprensa do Estádio Orlando Scarpelli. Já Djalma, cinegrafista da RBS que cobria diariamente o clube, será homenageado com um espaço dentro da sala de imprensa do Centro de Formação e Treinamento do Cambirela.

As homenagens seguem o que fizeram Flamengo e Botafogo. Na última quarta, o clube rubro-negro anunciou que daria o nome do jornalista Victorino Chermont, da Fox Sports, à sua sala de imprensa. Já nesta quinta, foi a vez do time alvinegro decidir batizar com os nomes de Guilherme Marques e Guilherme Van Der Laars, ambos funcionários das Organizações Globo, duas cabines de imprensa no Engenhão.

Todos estes nomes eram profissionais de imprensa que viajavam para Medellín junto com o elenco da Chapecoense pra cobrir a primeira partida da decisão da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional. A queda do avião na Colômbia deixou 71 mortos.