Avião que levava a delegação da Chapecoense cai na Colômbia

Avião saiu da Bolívia com 81 pessoas a bordo e caiu após problemas técnicos, próximo às cidades de Ceja e La Unión


 

 

O avião que levava a equipe da Chapecoense para a Colômbia, onde o time disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira (30), contra o Atlético Nacional, em Medellín, caiu após problemas técnicos na madrugada desta terça-feira (29), próximo às cidades de Ceja e La Unión. Até o momento, só se sabe que, das 81 pessoas que embarcaram, dez teriam sido resgatadas com vida, sendo todas elas jogadores da equipe catarinense. Autoridades confirmam 76 mortes.

O lateral esquerdo Alan Ruschel e o goleiro Danilo estariam entre os sobreviventes já resgatados.

Liberal Motors – BC
Revista L – BC.1

Segundo informações do telejornal Hora Um, da Rede Globo de Televisão, a aeronave decolou de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, na noite de segunda-feira (28) e, já em terras colombianas, acabou perdendo contato com a torre de controle às 22h15 no horário local (1h15 de Brasília), caindo já nas proximidade de Medellín.

As autoridades colombianas disponibilizaram helicópteros, veículos e equipes de resgate para as buscas no local, que seria de difícil acesso por se tratar de uma região montanhosa. Após a queda, dez jogadores, que estavam na parte da frente do avião, teriam sido resgatados com vida ainda durante a madrugada. Além da delegação do time de Chapecó, a aeronave levava também jornalistas que fariam a cobertura do jogo e outros passageiros.

A Conmebol já emitiu um comunicado suspendendo a partida por tempo indeterminado.

CHAPECOENSE

O time de Santa Catarina é comandado por Caio Júnior, que encerrou sua carreira como jogador no Rio Branco. Os jogadores da equipe são os goleiros Danilo e Follmann; os laterais Gimenez, Dener, Alan Ruschel e Caramelo; os zagueiros: Marcelo, Filipe Machado, Thiego e Neto; os volantes: Josimar, Gil, Sérgio Manoel e Matheus Biteco; os meias Cleber Santana e Arthur Maia; e os atacantes: Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel e Canela. Pela primeira vez em sua história, a Chapecoense disputaria um título de competição internacional. A equipe faz campanha regular na Série A do Campeonato Brasileiro.