Transição do basquete tem avanço

Após incertezas, equipe divulga novo uniforme, primeiros patrocinadores e só aguarda formalização da prefeitura


Foto: Reprodução - Facebook
Elisabete Carvacalli, Vendramini, Karla Costa e Marcos Strapasson já com os novos uniformes

A transição do time multicampeão de basquete feminino adulto de Americana para Campinas teve um avanço nesta semana. A nova equipe criou uma página no Facebook em que traz alguns aperitivos da mudança, como o novo uniforme, os primeiros patrocinadores e até o nome da associação criada para receber incentivos fiscais e repasses de órgãos públicos. No momento, as novidades se restringem às redes sociais, já que, oficialmente, a prefeitura de Campinas ainda não formalizou o apoio ao projeto.

O time, que nos tempos de Americana adotou os nomes Unimed/Americana e Corinthians/Pague Menos/Americana, deverá se chamar a partir de 2018 apenas Campinas Basquete Feminino. Em foto publicada no Facebook, o técnico Antônio Carlos Vendramini, o preparador físico Marcos Strapasson e a roupeira Elisabete Carvacalli posaram com as novas camisas da comissão técnica, na cor branca e com detalhes em azul. A jogadora Karla Costa, que também encabeça o projeto da equipe, utilizou uma camisa de jogo, toda branca.

Os uniformes trazem os logos dos Supermercados Pague Menos, que já patrocinavam o time em Americana, além da Prefeitura de Campinas e a NT Uniformes, que confeccionou os materiais. Todos os integrantes da equipe posaram para a foto com uma bola de basquete encobrindo a parte frontal da camisa, deixando no ar um mistério sobre o patrocinador máster que bancará o projeto. “Não podemos falar nada no momento. Tudo que podemos dizer é o que vocês viram no Facebook”, resumiu Karla Costa, que agora preside a Asseo (Associação de Esportes Olímpicos) junto do treinador Vendramini.

HISTÓRIA. As camisas ainda apresentam, na parte de trás, uma frase emblemática sobre a mudança: “O projeto é novo, mas a história é antiga”, remetendo às conquistas nos tempos de Americana, como o tetra da LBF (Liga de Basquete Feminino) e o bicampeonato sul-americano. Em Campinas, a nova equipe utilizará para treinos e jogos a estrutura do ginásio do Jardim das Paineiras, pertencente à Ponte Preta, mas sem qualquer parceria com o clube de futebol, como ocorreu em Americana com o Corinthians. O primeiro desafio do novo time será a temporada 2018 da LBF, com início previsto para janeiro.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter