Sérvia bate a Rússia e fará final do Europeu de Basquete com a Eslovênia

A Sérvia garantiu a segunda vaga na decisão do Campeonato Europeu de Basquete nesta sexta-feira. Em Istambul, na Turquia, a…


A Sérvia garantiu a segunda vaga na decisão do Campeonato Europeu de Basquete nesta sexta-feira. Em Istambul, na Turquia, a seleção masculina do país derrotou a Rússia por 87 a 79 para assegurar o direito de disputar o título diante da Eslovênia, que surpreendeu a Espanha na outra semifinal.

Esta será uma decisão inédita do Europeu, já que a Eslovênia nunca havia chegado até esta fase da competição. A própria Sérvia, desde a desintegração da Iugoslávia, foi a apenas uma final e ficou com o vice, em 2009 – como Iugoslávia, foram oito títulos para o país.

Para se garantir na decisão, a Sérvia contou com um ótimo início de partida e foi para o intervalo com 14 pontos de frente. Na reta final, a Rússia ameaçou uma reação e chegou a cortar a diferença, mas os sérvios retomaram o controle nos últimos minutos e confirmaram a classificação.

O destaque da vitória ficou por conta do ala Bogdan Bogdanovic, que jogará sua primeira temporada da NBA pelo Sacramento Kings, autor de 24 pontos. O pivô Boban Marjanovic, do Detroit Pistons, contribuiu com 18, enquanto Vladimir Lucic terminou com 13, além de oito rebotes.

O cestinha da partida, no entanto, saiu do lado russo. O ala-armador Alexey Shved, ex-Minnesota Timberwolves, anotou 33 pontos e foi auxiliado pelos 11 pontos e nove rebotes do pivô Timofey Mozgov, do Brooklyn Nets, mas de nada adiantou.

Com o triunfo, os sérvios vão encarar no domingo a Eslovênia, que surpreendeu a favorita Espanha na quinta-feira ao vencer com tranquilidade, por 92 a 72, também em Istambul. Considerado uma das maiores promessas do basquete mundial, o armador Luka Doncic, de apenas 18 anos, do Real Madrid, foi o destaque da partida, com 11 pontos, 12 rebotes e oito assistências.

Norte-americano naturalizado esloveno, o ala Anthony Randolph também contribuiu para a vitória com 15 pontos, mesma marca do armador Goran Dragic, do Miami Heat. O cestinha, no entanto, foi o espanhol Pau Gasol, do San Antonio Spurs, autor de 16 pontos. Seu irmão, Marc, do Memphis Grizzlies, terminou com 12, além de 10 rebotes.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter