Sérvia bate a Rússia e fará final do Europeu de Basquete com a Eslovênia

A Sérvia garantiu a segunda vaga na decisão do Campeonato Europeu de Basquete nesta sexta-feira. Em Istambul, na Turquia, a…


A Sérvia garantiu a segunda vaga na decisão do Campeonato Europeu de Basquete nesta sexta-feira. Em Istambul, na Turquia, a seleção masculina do país derrotou a Rússia por 87 a 79 para assegurar o direito de disputar o título diante da Eslovênia, que surpreendeu a Espanha na outra semifinal.

Esta será uma decisão inédita do Europeu, já que a Eslovênia nunca havia chegado até esta fase da competição. A própria Sérvia, desde a desintegração da Iugoslávia, foi a apenas uma final e ficou com o vice, em 2009 – como Iugoslávia, foram oito títulos para o país.

Para se garantir na decisão, a Sérvia contou com um ótimo início de partida e foi para o intervalo com 14 pontos de frente. Na reta final, a Rússia ameaçou uma reação e chegou a cortar a diferença, mas os sérvios retomaram o controle nos últimos minutos e confirmaram a classificação.

O destaque da vitória ficou por conta do ala Bogdan Bogdanovic, que jogará sua primeira temporada da NBA pelo Sacramento Kings, autor de 24 pontos. O pivô Boban Marjanovic, do Detroit Pistons, contribuiu com 18, enquanto Vladimir Lucic terminou com 13, além de oito rebotes.

O cestinha da partida, no entanto, saiu do lado russo. O ala-armador Alexey Shved, ex-Minnesota Timberwolves, anotou 33 pontos e foi auxiliado pelos 11 pontos e nove rebotes do pivô Timofey Mozgov, do Brooklyn Nets, mas de nada adiantou.

Com o triunfo, os sérvios vão encarar no domingo a Eslovênia, que surpreendeu a favorita Espanha na quinta-feira ao vencer com tranquilidade, por 92 a 72, também em Istambul. Considerado uma das maiores promessas do basquete mundial, o armador Luka Doncic, de apenas 18 anos, do Real Madrid, foi o destaque da partida, com 11 pontos, 12 rebotes e oito assistências.

Norte-americano naturalizado esloveno, o ala Anthony Randolph também contribuiu para a vitória com 15 pontos, mesma marca do armador Goran Dragic, do Miami Heat. O cestinha, no entanto, foi o espanhol Pau Gasol, do San Antonio Spurs, autor de 16 pontos. Seu irmão, Marc, do Memphis Grizzlies, terminou com 12, além de 10 rebotes.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!