‘Honrada’, Adriana assume papel de gestão com a seleção feminina

Ex-jogadora, Adriana Santos tem nova oportunidade na equipe depois de deixar as quadras em meio ao processo de reestruturação da CBB


Após aceitar o convite para ser supervisora da seleção brasileira de basquete feminino, a ex-jogadora Adriana Santos, coordenadora geral do projeto de basquete de base da ADCF Unimed/Sicoob Unimais em Americana, diz se sentir honrada com o convite, destacando que o novo trabalho não vai influenciar em suas atividades com as meninas da base americanense, em entrevista ao LIBERAL. Carlos Lima, ex-auxiliar de Antônio Carlos Vendramini no Corinthians/Pague Menos/Americana, foi anunciado como comandante da seleção junto do acerto com a ex-jogadora.

De acordo com Adriana, que já havia sido coordenadora da seleção brasileira na disputa dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o trabalho nas duas frentes será conciliado e, no time nacional, sua função será trabalhar a organização para a disputa das competições, definindo questões como locais e condições de treino, por exemplo, e diversos outros assuntos ligados à garantia do melhor para as jogadoras convocadas.

Foto: Sanderson Barbarini / Foco no Esporte
Coordenadora do projeto de base de Americana mantém atividades na cidade

“Isso não interfere em nada no meu trabalho aqui, já falaram com a Unimed e não tem problema nenhum. Para mim é uma honra, mais uma vez estar com a seleção brasileira, com essas meninas nessa nova gestão. O meu trabalho é fazer com que tudo fique da melhor maneira para que elas possam treinar, para que possam estar tranquilas para pensar realmente em jogar, correr atrás de amistosos, local de treinamento, tudo que envolve o bem estar das meninas com essa nova comissão técnica”, explica a supervisora da seleção.

Apesar da apresentação na seleção nesta quinta, visando a disputa da Copa América de Basquete Feminino, que começa no dia 6 de agosto, em Buenos Aires, na Argentina, e classificará três seleções ao Mundial da Espanha, no próximo ano, Adriana garante que estará em Americana na próxima segunda, quando começa o 1º Torneio Nacional de Clubes de Basquete Feminino Sub-17, organizado pela própria ADCF Unimed/Sicoob Unimais. “Eu tenho um torneio pela frente e na segunda-feira é a abertura, é um torneio relacionado à base e eu estou focada aqui também, em Americana, e estarei aqui sim no dia da abertura”, comenta Adriana.

O torneio Sub-17 começa na segunda, dia 17, e vai até o dia 22 de julho, no ginásio da Praça de Esportes Marcos Antônio Gobbo, no Jardim São Pedro, com a presença confirmada de dez equipes e também da ex-jogadora Magic Paula, que será a madrinha da competição.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter