Americana vence fora de casa e fica próxima do título

Equipes voltam a se encarar em 4º jogo neste domingo, já com chance de a equipe americanense se sagrar campeã da Liga de Basquete Feminino


O Corinthians/Pague Menos/Americana está a uma vitória do tetracampeonato nacional. Na noite de ontem, o Timão chegou a abrir 23 pontos de vantagem sobre o Uninassau Basquete no segundo quarto, levou a virada no terceiro, mas se recompôs no último período e venceu por 80 a 68 (parcial de 39 a 27 no intervalo), no ginásio Wilson Campos, no Sesc Santo Amaro, em Recife, abrindo 2 a 1 na série melhor de cinco jogos do playoff decisivo da LBF (Liga de Basquete Feminino).

As duas equipes voltam a se enfrentar amanhã, ao meio-dia, no mesmo local. Se vencerem, as americanenses já comemoram o título de forma antecipada. Caso as pernambucanas vençam, haverá a necessidade de uma quinta partida de desempate, na terça-feira, em Americana. Damiris foi a cestinha do jogo 3 da decisão com 29 pontos. Do lado de Uninassau, a cubana Casanova, com 18 pontos, e Gil, com 17, foram as destaques.

Foto: João Pires / LBF
Americana, da argentina Melissa Gretter, chegou a abrir 23 pontos de vantagem, mas viu a equipe da casa virar o placar antes de conseguir retomar a ponta

O jogo até começou equilibrado, mas o Corinthians/Pague Menos/Americana fez duas cestas de três pontos, com Melissa Gretter e Damiris, e fechou o primeiro quarto em vantagem: 20 a 12. No segundo período, as visitantes partiram para cima. Administrando bem a posse de bola e marcando em ritmo intenso, o Timão ficou mais de seis minutos sem levar uma cesta sequer. O Uninassau melhorou no fim, mas foi para o intervalo perdendo por 39 a 27.

Liberal Motors – BC

Clima quente

No terceiro quarto a partida pegou fogo. A diferença de 12 pontos sumiu com o passar do tempo e as donas da casa, mais arrumadas em quadra, conseguiram virar quando o cronômetro apontava 3 minutos e 7 segundos para o fim do período, que terminou empatado em 56 a 56.

No último quarto, Americana reencontrou o seu melhor basquete e não deu chances, retomando sua vantagem no placar.

As jogadoras de Uninassau, na base do desespero, passaram a fazer muitas faltas para segurar o cronômetro nos segundos finais, mas o Timão soube ser fatal nos lances livres, convertendo 24 de 27 pontos nessas tentativas. Assim, o jogo terminou em 80 a 68 e as americanenses colocaram uma das mãos na taça.