UNISAL amplia laços no mercado

Centro Universitário Salesiano fortalece parcerias com empresas e Incubadoras, além de criar Central de Estágio


Foto: Unisal - Divulgação
Nosso objetivo é que o aluno não entre apenas para fazer um curso de graduação

Mais que formação acadêmica, formação profissional. A preocupação do UNISAL (Centro Universitário Salesiano), unidade Americana, em promover seus alunos no mercado de trabalho se reflete em ações com foco na ampliação do programa de estágio, a criação de uma incubadora de empresas própria e a consolidação de sua parceria com empresários da região e com a Fidam (Feira Industrial de Americana).

“Nosso objetivo é que o aluno não entre apenas para fazer um curso de graduação, mas que tenha oportunidade de participar de atividades nas quais ele possa se desenvolver enquanto profissional e se coloque à frente no mercado de trabalho”, ressalta o diretor operacional do UNISAL de Americana, Homero Tadeu Colinas.

Acesse o suplemento Empresas & Empresários de Sucesso na versão virtual

Uma dessas atividades é a Empresa Júnior UNISAL, entidade criada há 10 anos com a finalidade de trazer o mercado para dentro da universidade. Em 2017, firmou parceria com a Incubadora de Empresas, na Fidam, a fim de reforçar e ampliar a prestação de serviços de consultoria aos microempresários alocados na Incubadora.

A Empresa Júnior possui CNPJ próprio e é formada por alunos dos cursos de Administração e Ciências Contábeis, supervisionados por dois professores fixos e oito indiretos. “Esse trabalho de consultoria já acontecia com os professores desde 2015, mas detectamos que cada microempresário ali tem necessidades diferentes e estão em estágios diferentes de implantação. A ideia, portanto, foi ‘personalizar’ mais esse trabalho com cada empresa e dar a oportunidade para os alunos aprenderem na prática, fazer disso um estágio para eles e, quem sabe, ajudá-los a se tornarem futuros ‘incubados’”, explica Colinas.

Sobre o trabalho prestado a esses microempresários, a Empresa Júnior contribui com a elaboração do plano de negócio, consultorias contábil e em gestão de marketing, criação de cursos para desenvolver potencial de liderança, construção de site, entre outros serviços. Os universitários também podem coordenar o desenvolvimento de cursos junto à universidade e comunidade.

In Pulso: incubadora para universitários

Foto: Unisal - Divulgação
Criada em 2013, a In Pulso é um departamento voltado unicamente para alunos do UNISAL

Criada em 2013, a In Pulso é um departamento voltado unicamente para alunos do UNISAL. Funciona assim: todo início de semestre, os alunos com alguma ideia de negócio enviam seus projetos para análise dos professores que assessoram a Empresa Júnior. Seis ideias são escolhidas para serem desenvolvidas na Incubadora ao longo de 12 meses podendo ser prorrogado por mais 12 meses. “Funciona como uma pré-incubadora. Nossos alunos podem contar com todo apoio e consultoria da Empresa Júnior, a mesma dada aos microempresários da Incubadora, para desenvolverem suas ideias e transformá-las em negócio. Alguns alunos inclusive apresentam a própria empresa como TCC [Trabalho de Conclusão de Curso]”, orgulha-se o diretor operacional do UNISAL, Homero Tadeu Colinas.

Atualmente existem 12 ideias incubadas na In Pulso. O projeto é voltado para os alunos cursando a partir do 2° ano (3° semestre) de todos os cursos de graduação. A inscrição do projeto acontece em maio e a seleção é feita no segundo semestre. “Os alunos recebem toda a assessoria para montarem o plano de negócio da empresa deles, e as ideias são apresentadas a empresários e investidores da região”, explica Colinas.

Central de Estágio e Oportunidades

Foto: Unisal - Divulgação
Alunos do UNISAL têm acesso ao Banco de Currículos e Feiras de Oportunidades

“Em 2017 trabalhamos para ampliar os campos de estágios para nossos alunos e fomos atrás de parcerias com novas empresas e novas oportunidades”, conta o diretor operacional do UNISAL, Homero Tadeu Colinas. Desse trabalho nasceu a Central de Estágio e Oportunidades da universidade. Além da oferta comum de estágio – as empresas enviam as vagas para captar estagiários e trainees através da instituição –, a “Central” criou um Banco de Currículos, cuja função é destinar os currículos cadastrados para empresas do segmento de interesse do candidato; e as Feiras de Empregabilidade, onde as empresas expõem seus programas de estágio e trainee e podem captar currículos para demais áreas. A última edição da feira aconteceu no Tivoli Shopping e registrou público de três mil pessoas.

A Central de Estágio e Oportunidades oferece ainda cursos que visam preparar os alunos para o ingresso no mercado de trabalho, tais como: liderança, como construir um currículo vencedor, como se portar em uma entrevista de emprego e dinâmica de grupo, etc.

“E se o aluno tiver algum problema com relação a empregabilidade ele poderá recorrer aos profissionais da Central de Estágios, se for algum problema de ordem acadêmica, ele contará com o apoio do supervisor de estágios do seu curso”, explica Colinas. A equipe da Central é composta por dois professores, um técnico administrativo e um psicólogo.

Outras melhorias em 2017

  • Projetos de capacitação da comunidade haitiana da região
  • Atividades de Intercâmbio Internacional com Universidade em Portugal
  • Ampliação do portfólio dos cursos de Lato Sensu e MBAs
  • Ampliação do acervo da biblioteca
  • Ampliação de monitorias
  • Atualização de todas as matrizes dos cursos de graduação
  • Consolidação das atividades integradas e TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) com foco em pesquisa e extensão
  • Participação da coordenadoria nos debates nacionais sobre as mudanças nas DCNs de Direito
  • Realização de duas feiras de empregabilidade
  • Parceria com o poder público e instituições de ensino para implantação do 1° Território Educativo de Intervenção Prioritária
LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!