Fábrica das Artes realiza sua 14ª Mostra de Alunos

Espaço promove apresentações de 80 alunos que passaram o ano estudando teatro na instituição cultural de Americana


Subir ao palco e apresentar uma peça teatral é o sonho de muitos estudantes de Artes Cênicas. E este sonho torna-se realidade todo fim de ano na Fábrica das Artes em Americana, com a realização da tradicional Mostra de Alunos. O evento, que ocorre em sua 14ª edição, começa neste sábado e segue até o próximo dia 17 de dezembro, com apresentações aos sábados e domingos, sempre às 20h. Cada final de semana será contemplado com o espetáculo de uma turma diferente, sendo que 80 alunos da Fábrica das Artes subirão ao palco da instituição. O ator e diretor Carlos Justi, um dos responsáveis pela Fábrica e pelo curso de formação de atores, explica que, ao final do ano, a bagagem de aprendizados acumulada pelos atores aprendizes “grita” para ser exposta. “Quando o aluno pisa o palco, interage com os colegas de cena e estabelece a troca de energia entre eles e o público, há uma descarga gigantesca de adrenalina que se mistura com a emoção da conquista e o suor do trabalho, provocando um estado de êxtase individual e coletivo”, enfatiza.

Foto: Divulgação.JPG
A Mostra de Alunos começa neste final de semana com a peça “Macbeth em Terras Áridas”, uma adaptação da obra clássica do inglês William Shakespeare

Programação. A Mostra de Alunos começa neste final de semana com a peça “Macbeth em Terras Áridas”, uma adaptação da obra clássica do inglês William Shakespeare, que será encenada pela turma de Pré-Adolescentes, sob orientação de Helton Carlos. Pelo texto original não ser apropriado à idade da turma, a peça foi desenvolvida a partir da versão da obra na coleção infantojuvenil “Clássicos do Barco”. “Na montagem também serão utilizados elementos que envolvem a literatura de cordel, se apropriando da linguagem para deixar o texto mais leve e acessível”, revela Helton.

Nos dias 2 e 3 de dezembro, será a vez da Turma de Jovens e Adultos apresentar “Hoje É Dia de Maria”, de Carlos Alberto Soffredini. A orientação é de Bruno Cardoso, que trouxe para a peça a vontade de que os alunos explorassem ao máximo o corpo das personagens, além de outras mudanças que embalam a história da protagonista, uma órfã determinada que busca um tesouro da mãe falecida.

A Turma Adulta sobe ao palco nos dias 9 e 10 de dezembro com “O Rinoceronte”. O espetáculo do dramaturgo Eugène Ionesco integra o movimento do Teatro do Absurdo, desenvolvido no período pós-Segunda Guerra Mundial. A orientação é de Marcelo Porqueres. “Nesse momento em que vivemos todos como paquidermes, totalmente imersos em um mundo onde a resignação é a melhor saída, o grupo discute qual é o melhor caminho para nós, humanos”, reflete Porqueres.

E o encerramento fica por conta da Turma de Adolescentes, que apresenta nos dias 16 e 17 a peça “O Círculo de Giz Caucasiano”, de Bertold Brecht, sob orientação de Luciana Mizutani.

Acontece. A 14ª Mostra de Alunos ocorre aos sábados e domingos, às 20h, até dia 17. Os ingressos custam entre R$ 10 e R$ 20. A Fábrica das Artes fica na Rua Doutor Cícero Jones.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!