Trilhas sonoras para a Virada do Ano: qual a sua?

Qual música marcou seu Ano Novo? O LIBERAL conversou com pessoas que têm história e trilha sonora de momentos especiais na Virada


Uma postagem na rede social Twitter tem dado ideias para personalizar a trilha sonora da Virada de Ano Novo. Tudo começou com uma observação do usuário @juantemjota, de que se a música “Sua Cara”, hit de Major Lazer com Anitta e Pabllo Vittar, começar a tocar às 23h58 e 53 segundos, 2018 começará com um “Chegueeei” de Pabllo Vittar. E assim surgiram marcações de tempo de diversas outras músicas na internet. A partir disso, a curiosidade levou a reportagem a pesquisar algumas histórias de músicas que marcaram a passagem de um ano para outro.

Barata na festa
O enfermeiro Leandro Barini conta que o hit romântico “2 Become 1”, gravado pelas Spice Girls marcou os minutos antes da passagem de 2015 para 2016. Mas não pelo romantismo. Ele e os amigos decidiram pular ondas em São Sebastião. O percurso era embalado por uma playlist de músicas pop e tudo ia bem, até que o trânsito e chuva transformaram a viagem em pista única e estreita em um desafio. “Eu vi uma barata enorme em cima da cabeça do motorista Gustavo, que tem pânico do inseto! Se eu o avisasse, ele provavelmente jogaria o carro ribanceira abaixo! Ao som de ‘2 Become 1’, tive a ideia de gritar para ele parar porque eu ‘precisava vomitar’”, lembra o enfermeiro. Conseguindo enganar o motorista, eles saíram do carro, e Barini jogou a barata fora.

Réveillon punk
Matheus Lotti, de Americana, lembra que conheceu sua banda favorita, o The Clash, na Virada de 2007 para 2008. Aos 10 anos de idade, ele foi celebrar a data com a família, na casa da sua avó, onde o repertório da festa era embalado por modas de viola, sertanejo e pagodes. “Em determinado momento, quando o primeiro dia do ano de 2008 se aproximava, notei que meu primo André havia ‘sumido’ e fui procurá-lo. O encontrei debaixo do pé de manga, com fones de ouvido e curtindo muito o que estava ouvindo. Sentei ao lado dele e ficamos ouvindo algumas músicas. Faltava um minuto para meia-noite, quando aquela introdução de ‘Should I Stay or Should I Go’ começou. Aquilo me causou arrepios, me senti bem ouvindo aquela música!”.

Natal atrasado
Na família da repórter do LIBERAL Débora de Souza, de Santa Bárbara d’Oeste, há mais de duas décadas a Virada é embalada pela faixa “Happy Xmas (War Is Over)”, gravado pelo ex-Beatle John Lennon com sua esposa Yoko Ono, em 1972, por uma escolha do pai da jornalista, Paulo Cezar de Souza. Apesar da música ter ganhado releituras que remetem ao Natal (sendo uma das mais famosas a versão brasileira “Então É Natal”, da cantora Simone), a versão original é um protesto contra a Guerra do Vietnã. Entretanto, como o pai dela não sabia o idioma, ele acreditava que a faixa trazia uma emocionante mensagem de fim de ano. “Mesmo depois que ele aprendeu a falar inglês e a real mensagem da música, ele continua colocando-a durante a meia-noite. Para ele, esta faixa traz uma reflexão para a vida, nos faz pensar nas coisas que passaram e refletir em um ano melhor que está por vir”, explica Débora.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter