Festival de filmes de moda chega a São Paulo

Retratar a riqueza e a complexidade da moda como arte, comportamento e expressão cultural é o objetivo do Feed Dog,…


Retratar a riqueza e a complexidade da moda como arte, comportamento e expressão cultural é o objetivo do Feed Dog, festival internacional de documentários de moda criado há dois anos em Barcelona e que chega agora ao Brasil. O evento, que começa nesta quinta, 21, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, oferece sessões, debates e oficinas gratuitas. A curadoria é de Flavia Guerra – jornalista e crítica cultural que cobriu por anos assuntos ligados ao cinema e à moda no jornal O Estado de S. Paulo -, que pinçou 13 longas e curtas para o festival, a maioria estrangeiros e inéditos por aqui.

Entre os mais esperados está Mapplethorpe: Look At The Pictures, que conta a história de Robert Mapplethorpe, fotógrafo provocativo e brilhante que fez de sua obra uma bandeira do movimento de libertação gay dos anos 1970 e inspirou uma geração de fotógrafos de moda. Suas fotos, em preto e branco, ousadas e carregadas de erotismo, o definiram por anos como chocante e controverso – algo, por sinal, bastante debatido nos últimos dias por aqui, com o cancelamento da mostra Queermuseu, em Porto Alegre. O filme lança um olhar profundo sobre o artista, que morreu aos 42 anos, de complicações decorrentes da aids, e deixou um legado perturbador e, ao mesmo tempo, reflexivo e sofisticado.

“No meio cultural, há muito preconceito em relação à moda, mas, a partir desse tema, é possível filmar histórias maravilhosas”, diz Flavia. “Buscamos filmes que investigam como a moda se relaciona com o mundo, a cultura e a vida de todos. Tudo passa pela moda, e a moda passa por tudo.”

Outro documentário de destaque no festival é First Monday in May, sobre os bastidores da exposição anual do Costume Institute, do Metropolitan Museum of Art, em Nova York, com curadoria de Anna Wintour, editora-chefe da Vogue América. O filme acompanha de perto os preparativos para a exibição de 2015, que teve a China como tema central, desde o frenesi do processo de criação até o estresse pré-abertura, dando a verdadeira dimensão do que envolve um dos maiores eventos da moda contemporânea.

O longa retrata também o famoso Baile do MET, que marca a abertura da exposição e reúne a nata da indústria fashion e das estrelas de Hollywood, que cruzam o tapete vermelho com produções elaboradíssimas e fantasiosas, que são divulgadas à exaustão nas redes sociais, entram nos trending topics e influenciam as criações de luxo do mundo inteiro.

No lado oposto de todo esse glamour estão documentários como Out of Fashion, que revela os impactos ambientais da indústria da moda e as condições de trabalho da indústria têxtil em Bangladesh, e Bangalogia: The Science of Style, que está circulando por festivais importantes e mergulha no universo do “banga”, estilo de se vestir dos homens de Angola.

Entre as produções nacionais está Deixa da Régua, dirigido por Emílio Domingos, que retrata a vaidade do brasileiro por meio de salões de beleza de comunidades cariocas, e Fora do Figurino, que aborda a problemática da indústria da moda nacional, baseada em modelagens europeias e norte-americanas, ignorando o tipo físico das mulheres brasileiras.

Fora das telas, o destaque fica para as mesas-redondas que debatem os rumos da indústria no País, com convidados como Paulo Borges, idealizador da São Paulo Fashion Week, além de oficinas de processo criativo e costura. “Apresentar filmes é legal, mas o mais importante é aprofundar os temas abordados nas telas”, diz Marcelo Aliche, produtor do evento.

Os visitantes também poderão conferir uma mostra da Agência Fotosite, com imagens que ilustram os temas dos documentários. A editora Jussara Romão assina a curadoria. “A moda é mais do que o glamour. É necessário falar sobre a indústria, a sustentabilidade e a democratização que ela é capaz de oferecer”, conclui Aliche. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

FESTIVAL
Cinemateca Brasileira. Largo Sen. Raul Cardoso, 207, telefone (011) 3512-6111. Abertura 5ª (21/9). Entrada gratuita. Até 27/9

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter