Cinesolar promove exibição gratuita de cinema em Sumaré

Sessão ocorre por meio da conversão da energia solar em elétrica, realizada em van adaptada, estacionada no Sesi da cidade


O projeto itinerante Cinesolar está de volta a região. Após passagem por Americana no último mês de abril, a exibição gratuita de cinema por meio do uso de energia solar ocorre nesta quarta-feira (21) em Sumaré. A sessão será realizada no Sesi (Serviço Social da Indústria) da cidade, no bairro Jardim Nova Veneza, a partir das 18h. O circuito percorre 60 cidades dos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Ceará neste ano. A iniciativa é viabilizada pelo Proac (Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo), com patrocínio da CPFL Energia.

Foto: Israel Barreto
A economia de energia elétrica gerada pelo projeto desde 2013 alcança 306.900 watts

Na ocasião da vinda a Sumaré, o projeto exibe às 18h curtas-metragens da 11ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos, evento que ocorre nacionalmente e que em São Paulo promove exibições desde ontem até o dia 25 de junho. A Mostra foi criada em 2006 para celebrar o aniversário da Declaração Universal de Direitos Humanos, proclamada em 10 de dezembro de 1948 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, e ocorre em mais de 1 mil pontos de difusão do Brasil.

Em seguida, às 19h, será exibido o longa-metragem nacional “Colegas”. O filme dirigido por Marcelo Galvão foi lançado em 2013 e retrata por meio do humor a vida de três jovens amigos com síndrome de Down, que são apaixonados por cinema. Eles decidem fugir do instituto onde vivem para se aventurar em uma viagem emocionante. A obra foi vencedora do Kikito de melhor filme do 40º Festival de Cinema de Gramado.

Além das sessões, o Cinesolar apresenta ao público o Eco Estúdio Solar, uma exposição tecnológica e sustentável, que apresenta a van do projeto e também o seu funcionamento. Infográficos e monitores mostram como funciona este automóvel adaptado, que utiliza a energia solar para promover a sessão cinematográfica. Ainda são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias renováveis, com aplicações práticas no dia a dia, como um instigante relógio de batatas.

Foto: Divulgação
Desde o início das suas atividades, em 2013, o Cinesolar realizou 412 sessões de cinema

A iniciativa de cinema itinerante é a primeira a funcionar por meio de energia renovável no País, aliando a difusão cultural ao meio ambiente. “O Brasil tem um incrível potencial em energias renováveis. E por que não se beneficiar no campo do entretenimento, das artes e da cultura? Nosso objetivo é, além de democratizar o acesso à produção audiovisual nacional, trabalhar com ações sustentáveis que multipliquem a conscientização ambiental e mostrem a força que a energia solar tem por aqui”, explica Cynthia Alario, idealizadora e coordenadora do projeto.

Desde o início das suas atividades, em 2013, o Cinesolar realizou 412 sessões de cinema, e outras 119 oficinas, em 227 cidades do País, ultrapassando 69 mil espectadores. A economia de energia elétrica gerada pelo projeto alcança 306.900 watts, equivalente a mais de cinco mil horas de uma televisão de 20 polegadas ligada ininterruptamente.

A exibição funciona por meio de uma van equipada com placas solares e um sistema conversor de energia solar para elétrica. No interior do veículo, há 100 assentos para o público e telão com metragem de 200 polegadas, que são utilizados na montagem desta sala de cinema ao ar livre. Há também o sistema de projeção e até um “EcoDJ”.

ACONTECE: O projeto Cinesolar promove sessão de cinema nesta quarta-feira (21), a partir das 18h. A entrada é gratuita. O Sesi Sumaré fica na Rua Amazonas, 99, Jardim Nova Veneza.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!