Filme ‘Palavra (En)cantada’ traça a história do cancioneiro brasileiro

Documentário de Helena Solberg será exibido no MAC de Americana nesta terça-feira (29)


Para refletir sobre a relação da música brasileira com literatura e poesia, a cineasta Helena Solberg reuniu 18 artistas do País. Seus relatos foram registrados no documentário “Palavra (En)cantada”, que será exibido nesta terça-feira (29) no MAC (Museu de Arte Contemporânea) de Americana. A sessão ocorre às 20h, com entrada gratuita. Antes do documentário, será exibido o curta-metragem “Moto-Perpétuo”, de Caio Guerra. A atividade ocorre em parceria com o Ponto MIS (Museu da Imagem e do Som), projeto de circulação de cinema no Estado de São Paulo.

Participam de “Palavra (En)cantada” os artistas Adriana Calcanhotto, Antônio Cícero, Arnaldo Antunes, BNegão, Chico Buarque, Ferréz, Jorge Mautner, José Celso Martinez Correa, José Miguel Wisnik, Lirinha (do grupo Cordel do Fogo Encantado), Lenine, Luiz Tatit, Maria Bethânia, Martinho da Vila, Paulo César Pinheiro, Tom Zé e Zélia Duncan. Eles atenderam a equipe de filmagem em suas próprias casas e em locais que costumam frequentar, o que realça a atmosfera intimista do longa-metragem.

Foto: Divulgação
Adriane Calcanhotto é uma das 18 personalidades que participam do filme “Palavra (En)cantada”

Traçando a história do cancioneiro brasileiro com um olhar focado na poesia e música, dos poetas provençais ao rap, o filme apresenta um panorama da música brasileira até os dias atuais, possibilitado pela união de diversos depoimentos marcantes. Também foram incluídas filmagens de performances musicais e pesquisas de imagens raras.

As entrevistas foram realizadas entre maio e junho de 2007. “Palavra (En)cantada passou a circular em eventos de cinema a partir desta data, vencendo a categoria de melhor direção do Festival do Rio de 2008. Também foi exibido em festivais de renome, como o 11º Festival do Cinema Brasileiro de Paris, na França, a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o 13º Festival de Filmes Brasileiros de Miami, nos Estados Unidos, o 9º Festival de Cinema Brasileiro em Israel, entre outros.

Abertura

O curta-metragem “Moto-Perpétuo”, que abre a sessão no MAC de Americana esta noite, tem direção de Caio Guerra. O filme foi lançado em 2013 e conta a história do personagem Leonardo, violinista obcecado pela criação de uma máquina que vire as páginas de suas partituras automaticamente. Assim, ele poderia tocar seu instrumento eternamente. Seu filho Johan, menino prodígio que aprendeu sozinha a ler e interpretar as partituras, é o único que contesta o sonho da criação, batizada Moto-Perpétuo.

Liberal Motors – BC
Revista L – BC.1

ACONTECE: Os filmes “Palavra (En)cantada” e “Moto-Perpétuo” serão exibidos nesta terça (29), a partir das 20h. A entrada é gratuita. O MAC fica na Avenida Brasil, 1.293, Jardim São Paulo. Informações pelo telefone 3408-4810.