‘Rock Story’ marca estreia de Marjorie Gerardi na Globo

Para compreender o ambiente do núcleo em que está inserida, a atriz visitou a Som Livre com colegas de elenco


Marjorie Gerardi nunca teve pressa em investir na televisão. “Cria” do teatro, ela sempre acreditou que as oportunidades de trabalho no veículo apareceriam naturalmente e na hora certa. E é exatamente assim que a atriz se sente em relação à sua estreia na Globo, na pele da Tainá de “Rock Story”. Ao ser vista nos palcos pela produtora de elenco da novela, foi convidada para fazer um teste. Um mês e meio depois, recebeu a resposta positiva. “Foi de um jeito que eu gostei muito porque fui vista no teatro, que é onde mais tenho domínio. Acho que foi um caminho muito legal e estou feliz por ter sido assim”, anima-se.

Na história, Marjorie interpreta uma técnica de som da gravadora Som Discos. A personagem já viveu um rápido caso com Gui, papel de Vladimir Brichta, e sempre tenta uma reaproximação, apesar de não ser correspondida. Para compreender o ambiente do núcleo em que está inserida, a atriz visitou a Som Livre com colegas de elenco e foi, por conta própria, em alguns estúdios de São Paulo ver como funciona uma mesa de som. “A gente também fez uma preparação na Globo com o Eduardo Milewicz e eu fiz algumas aulas com uma ‘coach’ para construir a personagem”, conta ela.

Raio X

Foto: divulgação
Marjorie estreou na tevê em “Dance, Dance, Dance”, da Band

Nascimento: 14 de março de 1989, em São Paulo.
Ao que assiste na tevê: “Documentários, séries, bastante conteúdo estrangeiro”.
Ao que não assiste na tevê: “Não sou fã do jornalismo de hoje em dia, ver tragédia me deixa mal”.
O que falta na tevê: “Ainda sinto muita falta de conteúdo diferenciado”.
Ator: Ricardo Darin, Leonardo DiCaprio e Domingos Montagner.
Atriz: Marion Cotillard, Dolores Fonzi e Juliana Galdino.
Mania: “Tomo banho com música alta”.
Momento marcante na carreira: “Estrear na Globo, trabalhando com um diretor incrível, Dennis Carvalho”.
Com quem gostaria de contracenar: Cássia Kis.
Se não fosse atriz, o que seria: “Veterinária”.
Personagem mais difícil de compor: “A Tainá, de ‘Rock Story’. Essa novela é o trabalho mais longo que fiz e sofre mudanças sempre”.
Que papel gostaria de representar: “Vilã”.
Com quem gostaria de fazer par romântico: “Jesuíta Barbosa”.
Filme: “A Juventude”, do italiano Paolo Sorrentino, “Tudo Sobre Minha Mãe” de Pedro Almodóvar, e “Relatos Selvagens”, de Damián Szifron.