Exposição retrata transformações de artista

Biblioteca Municipal de Americana recebe a mostra 'O Ser', que reflete as mudanças de vida da artista local Laryssa Luiz


As obras da artista americanense Laryssa Luiz, conhecida pela assinatura Peace, estão em exposição na Biblioteca Municipal de Americana até o dia 29 de setembro. Uma das poucas mulheres que trabalham com grafite na cidade, a artista contou que os quadros que compõem a exposição “O Ser” são como desabafos de diferentes épocas da vida, e que refletem as transformações pelas quais passou, tal como as estações do ano. As visitações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, sempre das 9h às 18h.

A entrada é gratuita. A artista contou que as obras que estão expostas na biblioteca foram produzidas entre o ano passado e este ano, sendo todas fortemente marcadas por sua subjetividade. “Vejo as obras como se fosse o meu eu expresso nos trabalhos. Gosto de chamar as obras de desabafos porque são expressões de cada fase sentimental que passei e ainda tenho que passar. Vê-las expostas significa muito pra mim”, afirmou.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
A exposição “O Ser” pode ser vista de segunda a sexta-feira

Laryssa compara as fases ali expressas com estações do ano. “Secamos primeiro em fases tristes que temos que nos manter fortes, para depois nos encher de flores ou folhas, isto é, nos enchendo de vida e alegria, sempre ali com a raiz firme no chão”.

Técnica. A artista conheceu o grafite em 2014, quando frequentou uma oficina na Estação Cultura de Americana. Desde então, se apaixonou pela arte de rua e nunca mais parou. A proximidade com o mundo artístico se consolidou quando começou a faculdade de Artes Visuais e passou a conhecer novas técnicas, como desenho, pintura e escultura. “Cada obra tem um pedaço do meu ser e tenho certeza que cada obra de alguma forma toca o ‘ser’ de outra pessoa. Seja essa obra exposta em local fechado, seja ela em algum pico da cidade alguém sempre vai notar e se identificar com ela”, disse a artista.

Ela garante, contudo, que o grafite seguirá sendo sua principal forma de expressão. “O grafite é um estilo artístico no qual jamais quero deixar de praticar pois foi onde tudo começou, onde conheci pessoas que sempre me
apoiaram com a arte”.

ACONTECE: A exposição “O Ser” pode ser vista de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, até o dia 29 de setembro. A entrada é gratuita. A Biblioteca Municipal de Americana fica na Praça Comendador Muller, 172, Centro. Informações pelo telefone 3461-9157.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter