Campinas e Lecco são unidas por obra de Carlos Gomes

Municípios do interior paulista e da Itália foram importantes na vida do regente e compositor campineiro


Foto: Fundação Theatro Municipal de São Paulo
Carlos Gomes é considerado um dos maiores compositores da América Latina

Separadas por cerca de nove mil quilômetros e o Oceano Atlântico, Campinas, no interior de São Paulo, e Lecco, na Itália, foram oficializadas como cidades-irmãs. O vínculo foi estabelecido conforme Lei 15.364 de 22 de dezembro de 2016, publicada no Diário Oficial e divulgada nesta quinta-feira. A união das duas cidades se dá pela importância das localidades na vida do compositor e regente campineiro Carlos Gomes (1836-1896).

Apesar do sucesso artístico em Milão, foi em Lecco, localizada a 50 quilômetros do agitado centro cultural europeu, que Carlos Gomes construiu sua casa, na vila por ele batizada de Brasília, levando, para a propriedade, pássaros e plantas que evocassem seu país de origem. “A casa hoje foi transformada em escola de música e cultua fortemente o nome do compositor, mantendo um arquivo importante da sua história”, destaca o secretário de Cultura de Campinas, Ney Carrasco.

Ele é, responsável por restabelecer o “triângulo” formado pelos municípios de Campinas, Milão e Belém do Pará, cidades por onde viveu o compositor campineiro. No ano passado, quando se completou os 180 anos de nascimento e 120 de morte de Carlos Gomes, o secretário visitou Lecco e Belém para recriar relações diplomáticas em torno da vida do artista. Essa aproximação fortalece o intercâmbio cultural da classe artística local e possibilita troca de materiais de Carlos Gomes, como objetos, partituras, e demais pertences.