Um dia dedicado às Super Mães!

São mães donas de casa, empresárias, advogadas, professoras, enfim independente de profissão, desempenham papéis importantes dentro e fora do lar


O que falar de uma mãe? E da avó então, que é mãe duas vezes? Faltam palavras. Daí, quando somem os adjetivos, apelamos para os poetas, como Madre Teresa de Calcutá, que com sua sabedoria descreveu o papel de uma mãe de forma simples e perfeita: “Ensinará a voar, mas não voarão o seu voo. Ensinará a sonhar, mas não sonharão o seu sonho. Ensinará a viver, mas não viverão a sua vida. Ensinará a cantar, mas não cantarão a sua canção. Ensinará a pensar, mas não pensarão como você. Porém, saberá que cada vez que voar, sonhar, viver, cantar e pensar, estará a semente do caminho ensinado e aprendido”!

E neste domingo quando comemoramos essa data mais que especial, Eclética rende uma singela homenagem a elas, por serem aquelas que não podem viver pelos filhos, mas partilham tudo, e tentam costurar asas enormes e rápidas que lhes permitam voar cada vez mais alto. Mãe significa origem, vida, amor incondicional, proteção.

Mãe é tudo: a infância mais doce; a criação divina; a mulher especial; um ser simplesmente indescritível, elas são super mães. São mães donas de casa, empresárias, advogadas, professoras, enfim independente de profissão, desempenham papéis importantes dentro e fora do lar.

Liberal Motors – BC

No final do poema “Para Sempre”, Carlos Drummond de Andrade, escreveu que “…se fosse eu Rei do Mundo, baixava uma lei: Mãe não morre nunca, mãe ficará sempre junto de seu filho e ele, velho embora, será pequenino feito grão de milho”. Aqui, nas páginas sociais do Jornal O Liberal de hoje, algumas mães e avós representando milhares que residem na RPT (Região do Polo Têxtil). A elas, a nossa gratidão!