Eclética homenageia as mulheres de Hortolândia

Dizem que todos os dias são delas e não só em 8 de março, então a coluna social decidiu homenageá-las, independentemente do seu dia


Sem Chico, as mulheres não seriam tão bem cantadas e, sem Caetano, teria menos beleza a poesia… Assim descreveu o sexo feminino o poeta Augusto Branco. E eu concordo com Sêneca, afinal uma mulher bonita não é aquela de quem se elogiam as pernas ou os braços, mas aquela cuja inteira aparência é de tal beleza que não deixa possibilidades para admirar as partes isoladas.

Que tal se apoiar na ideia de Anne Lambert, de que a beleza da mulher deve avaliar-se não pelas proporções do corpo, mas pelo efeito que estas produzem. Ou seja, pode-se amar até a loucura uma mulher feia, por encantos que superam a beleza, não é mesmo Jan Paulhan?

Então, Eclética decidiu homenagear as belas, independentemente do seu dia. Dizem que todos os dias são delas e não só 8 de março. Estilosas, com seus looks variados e profissões, que seguem arrasando, seja em eventos glamorosos, seja no trabalho ou no simples dia a dia. Então, vai lá: a todas, simplesmente belas, com carinho, hoje e sempre.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter