Projeto visa cortar um terço dos assessores em Sumaré

Atualmente, 63 cargos estão disponíveis, sendo três para cada um dos 21 vereadores, e a intenção é que o número total caia para 42


Projeto de Lei da Mesa Diretora da Câmara de Sumaré propõe o corte de um terço dos assessores parlamentares previstos na Casa de Leis do município.

Atualmente, 63 cargos estão disponíveis, sendo três para cada um dos 21 vereadores, e a intenção é que o número total caia para 42. A propositura será apresentada nesta terça-feira e já pode ser votada.

Foto: Arquivo / O Liberal
Câmara de Sumaré pode reduzir número de assessores de 63 para 42

De acordo com a justificativa do projeto, a intenção é “adequar a ocupação de cargos em comissão aos princípios constitucionais da razoabilidade e eficiência da administração pública”.

Também no texto, a Mesa aponta que, com a diminuição, será aberto concurso público para preencher vagas efetivas a fim de nivelar as atividades parlamentares.

Dos 42 cargos restantes, cada vereador poderá nomear dois: um assessor de vereador e um chefe de gabinete. A lei, caso aprovada, passaria a valer a partir de primeiro de janeiro do ano que vem, na nova legislatura.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter