Perseguição policial acaba em prisão no Matão

Policiais realizavam blitz na Avenida Emílio Bosco, quando decidiram parar o veículo no qual estavam os suspeitos, mas motorista iniciou fuga


Uma perseguição policial pelas ruas na região do Matão, em Sumaré, acabou na noite de quinta-feira com a prisão de um homem acusado por tráfico de drogas. Em uma casa do bairro Praça do Sol, próxima da Avenida Pio X, os soldados encontraram nada menos que 50 mil pipetas vazias. São embalagens similares a tampas de caneta, usadas para o consumo de cocaína.

Foto: Reprodução / Google Street View
Suspeito fugiu de blitz da PM na Avenida Emílio Bosco, no Matão, em Sumaré

Os policiais militares faziam uma blitz na Avenida Emílio, via estratégica que atravessa todo o subdistrito, quando decidiram abordar um Gol. O motorista não parou. Ao contrário, acelerou fundo e tentou fugir pela contramão. Imediatamente, os policiais começaram a perseguir o suspeito por diversas ruas. Veículos de apoio tático foram acionados pelos policiais, na tentativa de fechar o cerco aos fugitivos.

No Gol, uma moça que ocupava o banco do acompanhante jogava objetivos pela janela. Os policiais suspeitaram que mercadorias ilegais eram transportadas pelo veículo. No momento em que o Gol foi cercado, os ocupantes – um casal – confessaram que carregavam quase um quilo de maconha. E a jovem, menor, confessou que havia mais droga escondida na casa da Praça do Sol.

No local indicado, os policiais encontraram as embalagens usadas para o consumo de drogas. O material era escondido no imóvel por WLF, o motorista que dirigia o Gol durante a fuga. O veículo, a maconha, as pipetas e até um celular (que, suspeita-se, pode ser fruto de roubo) foram apreendidos. WLF foi indiciado por tráfico de drogas e a adolescente, liberada.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter