Perícia apura se motorista ingeriu bebida alcoólica

Pai e filha morreram em um acidente de trânsito na via marginal da Rodovia Anhanguera, na tarde de domingo


Foto: Divulgação
Capotamento em Sumaré deixou duas pessoas mortas

A PMR (Polícia Militar Rodoviária) encontrou cinco garrafas de bebida alcoólica e dois pinos de substância que aparenta ser cocaína no carro onde pai e filha morreram após um acidente na via marginal da Rodovia Anhanguera (SP-330). O caso aconteceu neste domingo, em Sumaré.

Segundo a corporação, testemunhas afirmaram que o veículo trafegava a 100 km/h, enquanto o limite da via é 70 km/h. As vítimas são Celso Lopes de Faria, 47, e Bianca Priscila Salgado Faria, 13. Conduzido por Celso, o automóvel capotou na pista. Ambos chegaram a ser atendidos pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas não resistiram aos ferimentos.

O Corpo de Bombeiros também atuou no resgate. De acordo com a PMR, não chovia no momento da tragédia. A corporação comunicou que a perícia técnica apontará se o motorista estava embriagado ou não.
A SSP (Secretaria Estadual da Segurança Pública) informou que um laudo sobre o estado de Celso deve ser emitido pelo IML (Instituto Médico Legal).

De janeiro a novembro, 27 pessoas foram a óbito em acidentes de trânsito em Sumaré, que é a cidade com maior número de vítimas na RPT (Região do Polo Têxtil), ao lado de Americana. A quantidade, no entanto, diminuiu em relação ao mesmo período do ano passado, quando houve 33 mortes. Neste ano, até um colaborador da concessionária Autoban morreu em Sumaré, na Rodovia dos Bandeirantes, em 10 de novembro. Ele dirigia um veículo utilitário da empresa e se envolveu em um engavetamento.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter