Empresa diz que vai retirar parafusos ‘deixados’ para trás

Em nota, a Rizzo Parking disse que as bases dos parquímetros ainda não foram retiradas porque abririam buracos nas calçadas


Foto: Acias / Divulgação
 Rizzo Parking garantiu que vai fazer o conserto e retirar o material

Depois de a Acias (Associação Comercial e Industrial de Sumaré) reclamar em nota pública da retirada dos parquímetros e o fim do sistema Zona Azul no Centro, a empresa terceirizada que gerenciava o serviço se manifestou afirmando que fará a remoção dos “restos” dos equipamentos. Parafusos e pontas de ferro deixadas para trás após a remoção às pressas dos aparelhos estavam causando acidentes entre os pedestres, segundo argumentou a associação.

Em nota, a Rizzo Parking disse que as bases dos parquímetros ainda não foram retiradas porque abririam buracos nas calçadas o que seria um risco ainda maior aos pedestres. “Assim, o serviço de remoção será finalizado, com as calçadas totalmente reparadas, ao longo de finais de semana ou após o horário comercial para não atrapalhar o comércio local”, escreveu a assessoria de imprensa da instituição.

A prefeitura já havia manifestado que procuraria a empresa para cobrar a remoção completa. No final de julho, o prefeito Luiz Dalben (PPS) optou pela não renovação de contrato com a Rizzo, alegando quebras contratuais e chegou lacrar os parquímetros “de surpresa”.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter