DAE de Santa Bárbara registra 90 casos de fraudes

As infrações vão desde a adulteração no hidrômetro até ligações clandestinas


O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Santa Bárbara d’Oeste registrou, entre janeiro e a primeira quinzena de dezembro do ano passado, 90 casos de fraudes relacionadas ao consumo de água, por meio do Setor de Fiscalização. As infrações vão desde a adulteração no hidrômetro até ligações clandestinas. Houve multa em todos os casos. Em uma das ocorrências, o valor ultrapassou R$ 14 mil.

A autarquia notificou 74 imóveis com hidrômetros adulterados. Os responsáveis cometiam a irregularidade “a fim de não contabilizar a medição da água que passa pelo aparelho”, segundo o DAE. Os hidrômetros eram danificados com pedaços de arames, introduzidos nas engrenagens de modo que impediam o registro de qual foi o volume de água consumido.

Foto: DAE de Santa Bárbara / Divulgação
Hidrômetros foram recolhidos e infratores irão pagar multas

Os fiscais também encontraram 16 ligações clandestinas. A irregularidade possibilita o uso do produto sem que ele passe pelo medidor. “No ato da infração, o fornecimento de água é cortado”, comunicou. O órgão ressaltou que a fiscalização continua intensificada.

Entre as fraudes de violação de hidrômetros, a autarquia flagrou pedaços de ímãs “superpotentes” acoplados em medidores de alguns estabelecimentos comerciais que usam a água como matéria-prima principal. O DAE informou ter recebido denúncia de que uma pessoa estaria comercializando pedaços do produto magnético na cidade para esse fim. No entanto, a equipe que fazia a vigilância não conseguiu localizá-la.

“Em todos os casos, os proprietários e ou usuários dos imóveis ou terrenos que tiveram as fraudes descobertas receberam multas que somam o valor fixado em tabela mais o cálculo retroativo considerando a média do consumo em períodos estabelecidos e, nas ligações diretas (sem hidrômetros instalados). O valor total da multa é estipulado sobre o cálculo de consumo conforme a situação da obra no local no momento do flagrante”, apontou.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter