RPT fecha 35 postos de trabalho no mês de março

Indústria e setor de serviços tiveram desempenho positivo, mas resultado não foi suficiente para salvar as cidades da região


Dois dos três principais setores da economia tiveram um saldo positivo na geração de empregos em março, mas no resultado geral a RPT (Região do Polo Têxtil) fechou 35 vagas de trabalho no mês passado. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

A indústria abriu, em março, 31 vagas de trabalho na soma das cinco cidades. O resultado do setor foi puxado por Nova Odessa, que criou 112 postos; e Santa Bárbara d’Oeste, que teve saldo de 37 empregos. Em Americana, o setor ficou estável com a criação de uma vaga. Hortolândia fechou 89 empregos na indústria, e Sumaré 30.

Foto: Arquivo / O Liberal
Alguns setores da indústria tiveram desempenho positivo durante o mês passado

Já o setor de serviços abriu 64 vagas no mês passado. Santa Bárbara d’Oeste criou 106 empregos na área e em Nova Odessa o saldo positivo foi de 19 postos. Americana novamente se manteve estável – foram três vagas abertas. Hortolândia e Sumaré fecharam, respectivamente, 30 e 34 postos no setor.

Por outro lado, o comércio amargou o fechamento de 51 empregos formais, tendo apresentado resultado negativo em três das cinco cidades – Americana (28 vagas); Hortolândia (30 vagas) e Santa Bárbara d’Oeste (34 vagas). Em Nova Odessa o saldo foi nulo, sem criação e nem fechamento de postos de trabalho. Apenas Sumaré teve resultado positivo, com 41 empregos criados em março.

A cidade com melhor resultado geral foi Nova Odessa. O município fechou março com 156 vagas criadas. Além dela, apenas Santa Bárbara d’Oeste teve saldo positivo, de cinco postos. Todos os outros municípios da RPT registraram mais demissões do que contratações. Hortolândia teve o pior resultado, com o fechamento de 170 empregos. Americana encerrou 25 vagas e Sumaré uma.

No acumulado do ano, contudo, o resultado é positivo, puxado principalmente pelas contratações de fevereiro. O primeiro trimestre na região abriu 971 vagas de trabalho. No mesmo período do ano passado, o saldo era negativo, com 981 vagas fechadas.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter