Finalização do Corredor custará pelo menos R$ 58,3 mi

Obras do trecho que liga Nova Odessa à Santa Barbara deverão ser retomadas até janeiro do ano que vem e entregues no 1º semestre de 2018


Foto: Dener Chimeli / O Liberal
Trecho que passa pela Avenida São Paulo, em Santa Bárbara

A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) abriu nesta terça-feira as propostas de 16 empresas interessadas em concluir as obras do Corredor Metropolitano Biléo Soares, no trecho de 24 km que liga Nova Odessa à Santa Barbara d’Oeste, passando por Americana. Foram selecionados para análise de comissão especial julgadora as quatro menores propostas, que variaram de R$ 58,3 milhões a R$ 67 milhões. O teto da licitação estabelecido era R$ 82,4 milhões.

Estão no páreo os consórcios Construtor Biléo Soares – que apresentou o menor valor para execução – Souza Compec-Cronacon, com proposta de R$ 64 mi, Versatil/Arvek, propondo pagamento de R$ 65,6 mi e Noroeste, responsável pelo maior orçamento. Não há previsão para que a comissão julgadora finalize a análise de documentação e planilhas das concorrentes e eleja uma vencedora, mas as obras deverão ser retomadas até janeiro do ano que vem e entregues no 1º semestre de 2018, segundo previsões da EMTU.

A vencedora deverá concluir três quilômetros de via da Avenida São Paulo, em Santa Bárbara d’Oeste, além de 4,9 km de faixas exclusivas na mesma via. Também será necessário concluir o segundo andar do Terminal Metropolitano de Americana, bem como adequar 4,4 km de ruas ao redor do local. Faltam também a entrega de 23 paradas de embarque e desembarque no trecho entre Americana e Santa Barbara d’Oeste, antes que este trecho do corredor seja liberado a população.

A abertura das propostas deveria ter ocorrido no último dia 5, na sede da EMTU, em São Bernardo. No entanto, 120 questionamentos foram feitos pelas empresas interessadas, com relação ao edital, o que atrasou a abertura dos envelopes.

De acordo com a empresa metropolitana, até o início do mês, 30 empresas haviam mostrado interesse em concorrer à licitação e feito visita técnica à obra. Pouco mais da metade chegou a formalizar proposta. A empresa metropolitana também deverá abrir em breve uma segunda licitação para o trecho, no valor de até R$ 1,4 mi para realização do paisagismo entre os três municípios.