Americana e Sumaré vão receber R$ 364,8 mil para área de saúde

Recurso federal será utilizado para o custeio de unidades de odontologia, oncologia e leitos de cuidado intermediário


Americana e Sumaré receberam a liberação de R$ 217 mil e R$ 147,8 mil, respectivamente, do Ministério da Saúde nesta terça-feira. Os recursos foram liberados para adicionar contrapartida federal a serviços que vinham acontecendo sem participação do governo de Michel Temer (PMDB).

O ato ocorreu em visita do ministro Ricardo Barros a São Paulo para liberar ambulâncias para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), além de R$ 234,8 milhões em contrapartidas e R$ 539,6 milhões em emendas parlamentares no Estado de São Paulo.

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil;
Ministro Ricardo Barros explicou sobre os recursos que serão liberados

Na região, segundo o Ministério da Saúde, Americana foi beneficiada com R$ 216 mil para o Laboratório de Prótese Dentária Municipal e com R$ 1 mil como parte da tabela de reajuste para procedimentos de média complexidade e oncologia municipal. Já Sumaré foi beneficiada com o custeio para leitos de cuidado intermediário. As unidades vinham sendo mantidas com recursos próprios das prefeituras e repasses não direcionados que vinham sendo feitos aos municípios.

Liberal Motors – BC

Ricardo Barros disse que no caso do dinheiro liberado para as contrapartidas, já é possível que os municípios recebam o dinheiro, uma vez que já houve publicação oficial. “Os recursos já estão disponíveis. Estão publicados no Diário Oficial da União e sendo pagos a partir da parcela de dezembro. São recursos assegurados para serviços de financiamento contínuo”, informou o ministro em nota divulgada pela assessoria do Ministério da Saúde.

De acordo com a pasta, 193 municípios paulistas foram atendidos por demandas que não vinham recebendo investimentos. Na maioria dos casos, o dinheiro foi destinado a estruturas de ação específica na saúde municipal. “São serviços como Caps (Centros de Atenção Psicossocial), Centros Especializados em Reabilitação, Atenção Domiciliar, UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), além de subsidiar serviços hospitalares e ambulatoriais, voltados à assistência especializada e atendimento de média complexidade.”