MP entra na Justiça por mais policiais em Nova Odessa

Autora da ação diz que corporação está “abandonada” na cidade e seriam necessárias as contratações de 22 profissionais para apuração de crimes


O Ministério Público de Nova Odessa ingressou com uma ação civil pública contra o governo do Estado por conta da falta de policiais civis no município. O documento foi protocolado no último dia 5 ao Tribunal de Justiça paulista. De acordo com a autora da ação, a promotora Beatriz Desmaret, a corporação está “abandonada” na cidade e seriam necessárias as contratações de 22 policiais para que a apuração de crimes e atos infracionais possam ser devidamente realizadas.

A promotora sugere que sejam imediatamente contratados dois delegados, um de 2ª e outro de 3ª classe, cinco escrivães, sete investigadores, dois agentes de telecomunicações, um auxiliar de papiloscopista, três carcereiros e dois agentes.

“Não bastasse o número reduzido de servidores já há anos que a comarca não conta com um delegado titular, quanto mais um adjunto. Desde 2014 já passaram pela cidade sete delegados diferentes”, escreveu a promotora na ação.

Foto: Arquivo / O Liberal
No último dia 31 foi anunciado Claudio Eduardo Navarro como o novo delegado titular de Nova Odessa

“Os procedimentos instaurados para a apuração da prática de crimes e atos infracionais têm sido assim instruídos de forma insuficiente, em razão do número reduzido de servidores”, continuou. “A Polícia Civil é mantida ao desamparo por parte do Estado de São Paulo, que não se preocupa em garantir segurança pública a contento, implicando em impunidade, que, por conseguinte estimula a criminalidade”, finalizou Beatriz na ação.

Na esfera judicial o Estado ainda não apresentou defesa. No entanto, em nota enviada à reportagem, a SSP (Secretaria do Estado da Segurança Pública), responsável pelas policias civis de todo o Estado, disse que tem atualmente 686 novos policiais em treinamento e que eles serão distribuídos para todas as cidades.

“Desde 2011, 87 policiais civis foram contratados para a Seccional de Americana. Foram investidos R$ 2,4 milhões na aquisição de 37 viaturas para a Polícia Civil da região”, defendeu-se a secretaria.
A pasta também diz que está estudando a possibilidade de chamar remanescentes dos concursos já abertos, para preenchimentos de vagas. “Cabe ressaltar, no entanto, que o Estado deve obedecer aos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal e, para toda contratação, deve ser observado o seu impacto orçamentário”, finalizou a SSP.

No último dia 31 foi anunciado Claudio Eduardo Navarro como o novo delegado titular de Nova Odessa, profissional que atua na região da Delegacia Seccional de Americana há 20 anos.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter