Moradores de NO fazem fila por cadastro habitacional

No total, 550 senhas foram distribuídas para as pessoas que passaram o dia no ginásio do Jardim Santa Rosa


Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal.JPG
As pessoas lotaram o ginásio em busca do cadastro, mas não há prioridades

Sonhando com uma moradia popular, cerca de 50 pessoas acamparam durante a madrugada, em frente ao Ginásio Jaime Nércio Duarte, no Jardim Santa Rosa, em Nova Odessa, aguardando o início da distribuição de senhas para o novo cadastro habitacional. A informação foi dada pelo diretor de Habitação, Angelo Réstio, que comandou o processo que mapeará a demanda por moradias na cidade. “Apesar de divulgado que este processo vai até domingo e não tem prioridade na ordem de chegada, muita gente estava aqui bem cedo. É um sonho, algo delicado”, comentou. Ao todo 550 senhas foram distribuídas no primeiro dia de cadastro e a expectativa do Executivo é que este número ultrapasse os cinco mil até o final de semana.

“O número está dentro do esperado, muitas pessoas vieram para atualizar os dados e isso já serviu para a gente como um termômetro dos próximos dias. A maioria das pessoas se enquadra na faixa 1, por enquanto, mas até o final deste processo vamos ter uma visão completa para a prefeitura negociar com a Caixa Federal e junto ao Ministério das Cidades para saber qual será o foco dos próximos empreendimentos”, pontuou Réstio. A próxima construção popular ficará no bairro São Manoel.

Apesar do clima de aparente tranquilidade do diretor de Habitação, o aposentado Liboreo Ribeiro Matos, de 66 anos, diz que chegou pouco antes das 8, mas ainda não sido atendido até as 15 horas. “Vale a pena esperar. A esperança de ter uma casinha é grande”, contou. Separado, ele está há três meses pagando aluguel e não vê a hora de conseguir um cantinho próprio. A dona de casa Kelly Barbosa, de 34 anos, também estava na mesma situação. “Peguei a senha, depois fui buscar minha filha na escola, fiz almoço para a outra e ainda nada. A gente espera porque moro na casa da minha mãe e queremos ter nosso lugar”, declarou.

A Diretoria de Habitação está recebendo, até domingo, entre 8 e 17 horas, as pessoas em que as famílias tenham renda de até R$ 4 mil mensais, moradoras da cidade há mais de cinco anos e que não foram contempladas em outros programas habitacionais do município.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!