Evento no Instituto de Zootecnia terá até ‘corrida de baratas’

Durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, instituto de Nova Odessa receberá a exposição itinerante do Planeta Inseto


O IZ (Instituto de Zootecnia) de Nova Odessa começou nesta segunda-feira uma série de atividades e exposições da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que ocorre em diversas cidades brasileiras. No IZ, estão previstas mostras das pesquisas realizadas pelo instituto e a exposição itinerante do Planeta Inseto, do Instituto Biológico, que conta até com uma corrida de baratas. As atividades são gratuitas e abertas ao público, e vão até o próximo domingo.

No Estado de São Paulo, os institutos de pesquisa da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios de Nova Odessa, São Paulo, Santos e Campinas estão na programação. A temática nacional do evento é a “Ciência alimentando o Brasil”. O objetivo das mostras é aproximar o público e os estudantes da pesquisa científica, evidenciando sua importância no desenvolvimento do país.

Foto: Secretaria de Agricultura e Abastecimento / Divulgação
O IZ espera receber cerca de dois mil alunos de escolas estaduais, além do público em geral

O IZ espera receber cerca de dois mil alunos de escolas estaduais, além do público em geral. As atividades envolvem palestra sobre os trabalhos desenvolvidos pelo IZ em linguagem de fácil compreensão, exposição de animais que fazem parte das pesquisas realizadas pelo instituto, como bezerros, ovinos, aves e suínos, além de exposição de plantas forrageiras, voltadas à alimentação dos animais. As atividades serão realizadas na Sede do instituto, na Rua Heitor Penteado, 56, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas. Não é necessário agendamento.

De acordo com o diretor substituto do IZ, Waldssimiler Mattos, o tema da semana envolve produção animal sustentável, que é um dos trabalhos desenvolvidos no instituto. “O objetivo nosso é aproveitar a semana nacional para divulgar nossas pesquisas e tecnologias junto aos alunos e a sociedade, mostrando a produção que a gente faz aqui. Serve também como incentivo aos estudantes, uma maneira de terem contato com a pesquisa científica”, afirmou o diretor.

Mattos destacou ainda a presença da exposição itinerante Planeta Inseto. “É uma maneira lúdica de transmitir a importância dos insetos para a agricultura e também à pecuária”, disse.