Carol se arrepende por encontros na câmara

Corregedoria do Legislativo de Nova Odessa disse que vai investigar as atitudes da vereadora


A vereadora Carol Moura (Podemos), de Nova Odessa, afirmou nesta quinta-feira que desconhecia a proibição de encontros partidários na câmara e lamentou a situação. Conforme o LIBERAL revelou, ela divulgou uma reunião partidária que fez em seu gabinete. O caso será investigado pelo corregedor do Legislativo, o vereador Angelo Réstio, o Nenê Réstio (PMDB). Porém, com base na reportagem do LIBERAL, ele já identificou que houve desvio de conduta por parte da vereadora.

“Eu desconhecia essa norma. Assim que fui eleita, li a Lei Orgânica e também o Regimento Interno. Mas eu desconhecia esse fato”, declarou Carol. Ela pediu perdão à população e ressaltou que isso não vai se repetir.

Foto: Arquivo / O Liberal
Vereadora pediu
perdão pelo que
fez e disse que isso
não irá se repetir

No entanto, a parlamentar disse acreditar que não tenha causado prejuízo ao erário. “O vídeo foi gravado do meu celular, usei a minha internet. Quem vem ao meu gabinete percebe que eu fiz o investimento de tudo que está lá. Eu uso meu próprio computador, meu próprio telefone e vários recursos que são meus”, destacou.

Um ato da Mesa Diretora, de 2004, diz que “é vedado, no interior dos gabinetes dos vereadores, bem como em quaisquer outras dependências da sede da câmara, a afixação de símbolos partidários, bandeiras, decalques, etc., bem como o desenvolvimento de atividades estranhas ao trabalho dos vereadores”.

Na parede do gabinete de Carol, existem retratos eleitorais de quando ela se candidatou à prefeita, em 2012, e ao cargo de vereadora, em 2016. A parlamentar contou que questionou o departamento jurídico da câmara se isso é proibido ou não. Enquanto não há resposta, ela vai manter os materiais no local.

Nenê informou que vai instaurar uma sindicância para apuração dos fatos e, após a investigação, deve encaminhar o caso ao MPE (Ministério Público Estadual). “Comprovando isso, é caso grave. É decoro parlamentar”, apontou.

Segundo a câmara, a presidente do Legislativo, Carla Lucena (PSDB), enviará um ofício para todos os vereadores com a íntegra do ato da Mesa Diretora, a fim de alertá-los sobre essa questão.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!