Adolescente de 15 anos vai parar no hospital após briga em escola

Adolescente de 18 anos foi acusada, mas nega qualquer agressão; caso foi registrado no Plantão Policial como lesão corporal


Foto: Google Maps/Reprodução
Alunas estudam na Escola Estadual Alexandre Bassora, em Nova Odessa

Uma adolescente de 15 anos que está grávida foi encaminhada ao Hospital Municipal de Nova Odessa após uma briga na Escola Estadual Alexandre Bassora. Uma outra adolescente de 18 anos foi acusada, mas nega qualquer agressão. O caso foi registrado no Plantão Policial como lesão corporal.

Segundo o boletim de ocorrência, as duas adolescentes estudam na mesma sala e se desentenderam. A acusada contou à Polícia Civil que a vítima disse que ela estaria tendo um relacionamento com o marido de uma outra aluna. A adolescente de 18 anos disse que tentou conversar com a de 15 anos por telefone e por mensagens, e esta lhe disse para se encontrarem em frente a escola pois teria provas do envolvimento.

A adolescente que foi agredida contou à reportagem na tarde desta sexta-feira (13) que a outra aluna pegou seu celular e a agrediu, pegando em sua camiseta, acertou sua barriga e deixou uma marca em seu braço. Ela ficou nervosa e por conta da gravidez foi encaminhada ao hospital municipal, onde recebeu atendimento, mas já foi liberada. A acusada negou à Polícia Civil que tenha agredido a vítima. A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência.

A prefeitura de Nova Odessa foi questionada sobre os atendimentos prestados à adolescente na unidade de saúde, mas não respondeu. A Secretaria Estadual de Educação disse que a briga ocorreu fora do ambiente escolar. “No entanto, a equipe gestora da unidade acionou a Ronda Escolar para o registro da ocorrência e reuniram-se com as alunas e os responsáveis de uma das envolvidas, que é menor de idade, para a mediação do conflito para conscientizar as jovens contra a violência”, trouxe a nota.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!