Trânsito de Hortolândia ganhará investimentos de R$ 250 milhões

Valor inclui a construção de um viaduto sobre linha férrea, obras na Ponte Estaiada e ainda reforço na sinalização


O prefeito de Hortolândia, Angelo Perugini (PDT), prometeu revolucionar o trânsito da cidade, com investimentos que somam aproximadamente R$ 250 milhões. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, após um evento em que o Executivo divulgou dados de acidentes e lançou um pacote de ações para melhoria da segurança viária.

Uma das mudanças será a construção de um viaduto sobre a linha férrea, na região central do município. Perugini apontou que os trabalhos devem começar entre maio e junho. “Não vai morrer mais ninguém no trem”, salientou, se referindo à travessia que algumas pessoas fazem a pé sobre a linha férrea.

Foto: Arquivo / O Liberal
Estudo da prefeitura aponta que o Jardim Amanda foi o bairro com maior número de acidentes no ano passado

Para a realização da obra, a prefeitura pretende usar parte dos R$ 140 milhões que deve pegar emprestado do banco venezuelano CAF (Corporação Andina de Formento). O empréstimo foi aprovado pela câmara, em junho do ano passado, mas ainda depende de autorização do Senado e da Casa Civil, de acordo com Perugini. Ele afirmou que a Rumo, concessionária responsável pela malha ferroviária, apoiará o projeto com R$ 40 milhões.

Segundo o prefeito, também haverá verba estadual de R$ 53 milhões para uma obra que ligará a Ponte Estaiada à Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101). “O governador vai vir homologar nos próximos dias aqui”, declarou.

A administração ainda fez um convênio com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) que destinará R$ 1 milhão para a execução de 48 projetos de sinalização no entorno de escolas municipais e para a instalação de semáforos em três pontos da Avenida da Emancipação, no Jardim Santa Rita de Cássia: na altura do número 801, na esquina com a Rua Terezinha de Jesus e no cruzamento com a Avenida Olívio Franceschini.

Perugini mencionou que a prefeitura também abrirá novas avenidas, fará a duplicação de outras e vai implementar ciclofaixas. “A cidade vai ficar com outra geografia. Imediatamente, o Waze [aplicativo de navegação] vai ter de vir aqui para localização, porque vai mudar completamente o trânsito da cidade”, destacou.

ACIDENTES
O Executivo anunciou que, em 2017, foram registrados 1.265 acidentes, com 26 mortes. Do total, 223 tiveram vítimas feridas. O estudo aponta que o Jardim Amanda foi o bairro com maior número de ocorrências, enquanto a Avenida Santana é a via que concentrou mais acidentes.

O secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira, ressaltou que a administração realizará ações de conscientização contra embriaguez no trânsito e excesso de velocidade. “Esta é uma ótica que a administração está tendo de que, se cada um não for responsável pela cidade, não tem jeito de resolvermos os problemas”, justificou Perugini ao falar do compromisso de cada cidadão.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!