População reverencia os cem anos da Estação Central

Hortolândia conseguiu eternizar a história das locomotivas pela conservação da Estação Jacuba


Foto: Divulgação
A dupla sertaneja Cesar & Paulinho, em show para milhares de pessoas, que comemoraram os cem anos da Estação Central

Estações ferroviárias costumam ser o marco do desenvolvimento dos municípios brasileiros. Não só porque por ali chegaram diversas utilidades para se manter uma cidade, mas principalmente pelas lembranças que as pessoas levavam ou traziam entre as idas e vindas das locomotivas. Hortolândia, uma cidade cuja história é marcada pela migração, conseguiu eternizar esta parte da história pela conservação da Estação Jacuba, que em 1º de abril de 2017 completou 100 anos. A data equivale ao primeiro registro de parada de trem no local.

A estação recebeu trens de passageiros até a década de 1990. Em 2011, no então governo do prefeito Angelo Perugini (PDT), que foi reeleito nas últimas eleições, a Prefeitura conquistou a posse definitiva do espaço. Após uma série de readequações internas e externas no prédio, que totalizaram cerca de R$ 800 mil, e um trabalho de recuperação não só do local, mas também do acervo histórico, foi inaugurado em 2014 o Centro de Memória Professor Leovigildo Duarte Júnior. O público pode conferir o local gratuitamente de terça a sexta-feira, das 9h às 16h45, e no último sábado e domingo de cada mês, no mesmo horário. Tudo gratuitamente.

Festas. O primeiro centenário da Estação Jacuba não passou em branco na cidade. A Prefeitura promoveu uma série de eventos gratuitos ao longo do dia 1º e 2 de abril, incluindo a exposição “Cem Anos de História nos Trilhos da Estação Jacuba”, que segue aberta para visitação no local. A mostra foi criada a partir de uma campanha junto à população, na qual foi solicitada aos moradores que enviassem suas fotos para serem digitalizadas na instituição. Mais de quatro mil pessoas compareceram ao evento comemorativo, que contou com show da dupla sertaneja Cezar & Paulinho.

O secretário de Cultura, Esportes e Recreação de Hortolândia, Francisco Raimundo da Silva, observa que, com a comemoração dos 100 anos da Estação Jacuba, a pasta conseguiu valorizar a importância da construção além da questão material. “Quando se fala na comemoração do centenário, acho que conseguimos captar um outro olhar sobre o espaço. Conseguimos compreender que não é apenas a comemoração de um amontoado de cimento e concreto que nossos antepassados deixaram, é muito mais que isso. É uma tesopuro que herdamos”, define o secretário.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter