Mabe responsabiliza matriz mexicana por falência

Informação consta no Relatório de Responsabilidade referente à falência da empresa, protocolado na 2ª Vara Judicial do Foro da Comarca de Hortolândia


A massa falida da Mabe, fabricante de eletrodomésticos, responsabilizou a matriz mexicana pela situação que culminou com a falência das plantas brasileiras em fevereiro de 2016. A informação consta no Relatório de Responsabilidade referente à falência da empresa, protocolado na última semana na 2ª Vara Judicial do Foro da Comarca de Hortolândia.

De acordo com a Capital, administradora judicial da massa falida da Mabe, a matriz do grupo optou por medidas que majoraram o passivo da empresa, “sem conseguir retorno financeiro para a filial brasileira, devendo ser responsabilizadas pelo passivo deixado de R$ 1,151 bilhão”.

Foto: Arquivo / O Liberal
Massa falida da Mabe culpa matriz mexicana por falência

No aspecto criminal, foram apontadas as práticas de crimes de fraude a credores e indução a erro do juiz aos diretores estatutários da filial brasileira bem como dos executivos mexicanos. O relatório será analisado pelo juiz, que dará os encaminhamentos necessários ao processo.

Após a falência ter sido decretada, o Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região, que representa os ex-funcionários da empresa, promoveu a ocupação das duas fábricas na região – em Campinas e Hortolândia.

Na época, a entidade questionava a veracidade da falência da empresa. A reportagem do LIBERAL tentou contato com a matriz mexicana por e-mail, mas o contato disponível no site da empresa retornou como não encontrado.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!