Departamento de Direitos Humanos prestará apoio para mulheres

Em Hortolândia, vítimas de violência doméstica poderão contar com novo órgão, tanto para apoio psicológico quanto acompanhamento na delegacia


Apesar de não possuir com uma DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), as moradoras de Hortolândia podem contar agora com o apoio do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres

De acordo com a diretora do órgão, Tereza Godinho, o objetivo é fazer parcerias com a Delegacia Seccional da cidade. “Já iniciamos uma conversa e começamos a atender as mulheres. Vamos acompanhar as mulheres na delegacia. Nos colocamos à disposição dos policiais para trabalharmos juntos e desenvolver um trabalho”, afirma.

Foto: Prefeitura de Hortolândia / Divulgação
Departamento cuidará da articulação de políticas públicas para garantir a igualdade de direitos e oportunidades entre mulheres, negros, jovens, idosos e pessoas com deficiência

Além desse atendimento para as mulheres, o departamento cuidará da articulação de políticas públicas para garantir a igualdade de direitos e oportunidades também entre negros, jovens, idosos e pessoas com deficiência.

Liberal Motors – BC

“Por ser um departamento de direitos humanos, vai seguir os valores que promovem o respeito a vida. Serão realizadas ações de promoções, palestras, orientações, além do oferecimento de diversos serviços”, destaca.

Para a diretora, a criação do órgão é uma conquista para o município. “Implantar esse departamento é dizer para a sociedade de Hortolândia que é possível mudar a cultura da violência a partir da ótica dos direitos humanos, pois é a partir dele que é possível transformar essa realidade tão diversificada e tão preconceituosa”, ressalta.

Em funcionamento desde o dia 2 de janeiro, o departamento fica na Rua Antonio Bernardes, nº 360, piso superior, bairro Remanso Campineiro. O telefone para atendimento ao público é 3819.6640.