Vereadores farão projeto único da ‘Lei do Rojão’

Depois de terem apresentado projetos idênticos, Maria Giovana e Guilherme Tiosso retiraram as propostas para tentar chegar a um consenso


Os vereadores de Americana Guilherme Tiosso (PRP) e Maria Giovana Fortunato (PC do B) entraram em um acordo sobre a “Lei do Rojão”. Depois de terem apresentado projetos idênticos, com diferença de horas entre um e outro, os parlamentares decidiram retirar as propostas e deverão apresentar uma única conjunta.

As proposituras, que ainda não foram oficialmente retiradas, tratam da proibição de fogos de artifícios no município e defendem a aplicação de multas no caso de irregularidades. Uma das poucas diferenças entre os dois projetos é a aplicação de recursos arrecadados com a autuação.

Giovana defende que o recurso seja encaminhado para as ações na saúde pública e Tiosso, que seja voltado a investimentos na causa animal. Os parlamentares ainda não informaram qual deve ser a solução nestes casos.

Como foi a primeira a apresentar a proposta, Maria Giovana tem preferência na discussão de sua matéria. Quando consultada, a comunista chegou a afirmar que prevaleceria o regimento da Casa. Tiosso manteve a proposta por ser um compromisso de campanha, já que sua bandeira é a causa animal.

O vereador procurou a colega na manhã desta segunda-feira e conseguiu chegar a um consenso. “Não houve qualquer mal-estar entre nós, pois a vaidade política não pode prevalecer. Quero ressaltar a iniciativa da vereadora Maria Giovana, onde demonstrou extremo senso de parceria e humildade em abrir mão da prerrogativa que lhe era devida para juntos trabalharmos neste projeto de lei”, disse Tiosso em nota.