Termômetro bate 36,8ºC e força dos raios solares alcança nível extremo

Neste ano, apenas dois dias de fevereiro tiveram temperaturas superiores à desta segunda; previsão é que calor continue


Os termômetros em Americana chegaram aos 36,8ºC, às 16 horas desta segunda-feira, colocando a data entre os três dias mais quentes deste ano. Somente na primeira semana de fevereiro o calor havia sido tão intenso, de acordo com os dados do Ciiagro (Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas). No dia 3 daquele mês a temperatura chegou a 37,9ºC. Três dias depois alcançou 37ºC.

Um dos fatores que contribuiu para a alta temperatura ontem foi a radiação IUV (Índice Ultra Violeta), que chegou ao nível “extremo” de 12 pontos, de acordo com classificação do Cptec (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos). Quanto mais alto este índice, maior é o risco de queimadura na pele devido a exposição à radiação solar em curto período de tempo. Até o final da semana, a previsão é que este risco fique ainda maior, já que segundo o Cptec a força dos raios solares pode chegar a um total de 14 pontos.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Orientação dos especialistas é que a população evite exposição ao sol entre 10 e 16h
Por este motivo, a orientação dos especialistas é que a população evite exposição ao sol entre 10h e 16h. “É importante que as pessoas reforcem o bloqueador solar e não se exponham ao sol durante o maior pico, próximo ao 12h. A partir de agora podemos ter frentes frias que amenizem a temperatura, mas a tendência é que o calorão só aumente”, descreveu a meteorologista do Cptec, Marília Nascimento.

Nesta quarta o calor deve ser ainda mais forte, já que a previsão do centro é que o sol apareça entre poucas nuvens, e é o único dia da semana em que a chance de chuva – que poderia aliviar a sensação térmica – é menor do que 5%. Cenário diferente está desenhado para o resto da semana. Entre quinta e domingo é possível chover a qualquer hora. Pequenas pancadas de chuva e trovoadas devem fazer a temperatura máxima “baixar” para 33ºC e a mínima para 21ºC.

Não foi apenas o calorão que chamou atenção dos meteorologistas neste final de semana. Entre sábado e domingo a precipitação acumulada em outubro ultrapassou a média historicamente esperada, de 49,8 milímetros e chegou a 59 mm. Foram pouco menos de 19 mm somente neste final de semana, o que representa praticamente toda a chuva vista no mês passado e quase quatro vezes o total que choveu em julho deste ano. Os dados foram colhidos pelo Consórcio PCJ, responsável pela administração da Bacias Piracicaba, Capivari e Jundiaí.