Radares passam por novos testes em Americana

Dentro de uma semana, tudo deve estar pronto para operação o sistema de fiscalização eletrônica do trânsito em Americana


Dentro de uma semana, tudo deve estar pronto para operação o sistema de fiscalização eletrônica do trânsito em Americana. A empresa Mobit Mobilidade, Iluminação e Tecnologia, contratada para fazer a operação e manutenção dos radares, já começou os testes com os equipamentos instalados e conclui o software para processamento dos dados, segundo informou a prefeitura.

Foto: Arquivo / O Liberal
Empresa já começou os testes com os equipamentos instalados e conclui o software para processamento dos dados, segundo informou a prefeitura

Os motoristas da cidade serão informados dos primeiros pontos onde os radares vão funcionar, e aí será expedida a ordem de serviço para o início efetivo da fiscalização. O contrato vai custar à prefeitura R$ 1,18 milhão a cada ano. O sistema prevê, além dos radares em quatorze faixas de trânsito, a instalação de lombadas eletrônicas e câmeras que vão flagrar o avanço do sinal vermelho.]

Histórico

Os radares deixaram de funcionar em novembro do ano passado, quando o TCE (Tribunal de Contas do Estado) suspendeu o contrato emergencial que a municipalidade vinha renovando desde o início de 2015.

Antes da desativação do sistema, nada menos que 76% das infrações vinham sendo detectadas pelos equipamentos eletrônicos.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!