Omar diz que irá rever fechamento de creche

Prefeito de Americana afirmou que creche da Praia Azul deve funcionar, pelo menos, até o ano que vem em função da demanda de algumas mães


O prefeito de Americana, Omar Najar (PMDB), anunciou que pretende rever o fechamento da creche Tainá, anunciado para o ano que vem. Apontada pela secretária da Educação, Juçara Florian, como Emei (escola municipal de educação infantil) da Praia Azul, a unidade na realidade é uma creche e recebe crianças com até 3 anos e 9 e meses, faixa etária onde a chefe da pasta informou que há lista de espera de 1,6 mil pessoas.

O prefeito afirmou que o espaço deve continuar pelo menos até o ano que vem em função da demanda de algumas mães. A preocupação do prefeito é que em 2017 a região da Praia Azul deve receber 896 novas famílias nos condomínios de apartamentos populares, Vida Nova 1 e 2.

“A informação que tive da secretaria é que o número de crianças ali é incompatível com o de professores. Mudaríamos todos para a Panambi, que fica a 100 metros de distância. Eu irei à creche para saber qual é a situação e, pelo menos, até o ano que vem não devemos mudar”, disse Omar, contrariando o que Juçara falou ao LIBERAL.

O prefeito recebeu nesta quarta-feira, no gabinete, a mãe de uma criança que estuda no local e decidiu levar a demanda para a pasta da Educação.

Juçara havia afirmado que o fechamento seria feito por se tratar de uma Emei, e não uma creche, com demanda baixa. A Tainá tem 58 estudantes. A reestruturação da Educação, segundo Juçara explicou na terça-feira, servirá para “otimizar” o número de equipes do município e atender às demandas por creches.

A Educação de Americana vem passando por uma série de mudanças e nesta quinta-feira, a secretária falará sobre esta questão na câmara.

Liberal Motors – BC
Revista L – BC.1