Nova captação de água deverá sair em até 14 meses

Investimento será de R$ 10,4 mi em verbas liberadas pelo governo federal


A ordem de serviço da construção da segunda captação de água no Rio Piracicaba, para abastecimento de Americana, deve ser assinada nesta sexta-feira pelo prefeito Omar Najar (PMDB). A previsão, segundo ele, é que a obra seja concluída em até 14 meses. O investimento será de cerca de R$ 10,4 milhões em verbas do governo federal intermediadas pelo deputado Vanderlei Macris (PSDB).

Ao dar a notícia, o prefeito aproveitou para criticar o fato de o projeto que liberaria a concessão de serviços do DAE (Departamento de Água e Esgoto) do município não ter passado na câmara no início do mês. Omar comemorou a liberação da verba para a construção da nova captação, que será feita no mesmo ponto onde já existe uma, na região de Carioba.

Foto: Arquivo / O Liberal
Americana terá nova estação de captação no Piracicaba, ao lado da que funciona atualmente

A diferença é que os sistemas funcionarão de forma independente – o que dá mais segurança hídrica ao município. “Americana até hoje só tem uma, e com risco de uma hora dar uma pane e a cidade ficar sem água. O município se encontra em situação gravíssima, se a gente não fizer novas captações, novos reservatórios. A gente está vendo, o Brasil todo está secando tudo”, afirmou o prefeito.

Apesar da conquista da nova captação, o prefeito lamentou o insucesso da tentativa de alterar a Lei Orgânica do Município, a fim de permitir concessão de serviços do DAE – o que na alegação da prefeitura permitiria novos investimentos nessa área.

“Americana precisa fazer reservatórios, nossa intenção ao mandar o projeto para a câmara foi muito clara. Nós temos projeto de novos reservatórios, captação de água na Balsa, captação na Praia Azul, porque lá vai faltar água com certeza. Imagine, se conseguir captar na Praia Azul, tratar lá, fazer reservatórios, para atender todos aqueles empreendimentos. Vai mudar 900 famílias lá, onde vamos buscar água para essa população? É isso que os vereadores teriam que analisar, e não ser contra só por ser contra”, disse o prefeito.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter