No PAT, sistema informatizado agiliza trabalho

Desde a implantação do serviço, em março de 2016, posto divulgou 3.096 vagas e enviou 19.105 currículos virtuais


Desde que informatizou a intermediação entre trabalhadores e empresários, o PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de Americana divulgou 3.096 vagas de emprego e encaminhou currículos virtuais de 19.105 candidatos aos empregadores. Implantado em março de 2016, o sistema que funciona no site da prefeitura alterou totalmente o atendimento do posto, que ficou mais prático e eficaz.

Segundo o subsecretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Thiago Guimarães, o PAT trabalhava com cópias de currículos impressos antes da mudança, o que dificultava e atrasava o encaminhamento dos trabalhadores, além de impedir a criação de um banco de dados.

“A primeira coisa que percebi quando entrei no PAT foi uma sala onde havia pilhas e pilhas de currículos. Com o sistema, eu digito a função desejada e ele mostra todos os currículos cadastrados para essa função. Eu consigo filtrar pela idade ou bairro onde o candidato mora, conforme o pedido da empresa. E consigo encaminhar para várias empresas remotamente, sem perder o cadastro”, conta Guimarães.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Subsecretário Thiago Guimarães diz que a informatização agilizou e organizou os trabalhos no PAT

Ao se cadastrar no sistema do PAT, o trabalhador cria uma senha que pode ser utilizada para futuras atualizações no currículo. O subsecretário destaca a importância de que a população realize o cadastro até o final, fornecendo o máximo de informações possível.

A formatação do currículo é feita de forma automática e adaptada a um modelo que agrada e facilita os processos para os empregadores. Pessoas que tenham dificuldades em realizar o cadastro podem contar com o auxílio de atendentes do posto.

Flutuante

Segundo Guimarães, o número de contratações do PAT é flutuante, de acordo com a demanda das empresas da cidade.

“Neste mês tivemos duas contratações grandes, cada uma com cerca de 100 funcionários. Mês passado foram até 60 pessoas contratadas. Então depende muito do mês e das empresas”, esclarece. Ele diz que o PAT “é um facilitador”, porque após o encaminhamento dos currículos virtuais, cabe aos empresários o contato com candidatos. Para auxiliar nas fases seguintes de contratações, o posto conta com salas que podem ser utilizadas para reuniões ou entrevistas.

Para o empregador, de acordo com Guimarães, a contratação feita através do posto facilita os processos e garante a segurança da empresa.

“Quando uma pessoa divulga que sua empresa está contratando, acabam acontecendo filas na frente da empresa, chegam currículos por e-mail, e algumas empresas acabam não sabendo lidar com isso. Através do PAT, além de ter toda a estrutura, nós não divulgamos a empresa, a não ser que ela queira. Isso é um diferencial e ajuda bastante os empresários”, diz.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter