Motoristas fazem ato contra regulamentação de apps

Protesto em Americana reuniu cerca de 60 motoristas na Avenida Brasil, na manhã desta segunda-feira


Cerca de 60 motoristas de Americana e região participaram de um protesto contra a PL 28/2017, que tramita no Senado e visa regulamentar o uso de aplicativos de transporte de passageiros no País, como o Uber e Cabify. O protesto aconteceu na Avenida Brasil, na manhã desta segunda-feira (30).

Na semana passada, os senadores aprovaram a urgência para o projeto poder ser analisado com prioridade. A análise da proposta está marcada para esta terça-feira (31).

Foto: Divulgação
Protesto reuniu cerca de 60 motoristas de aplicativos na Avenida Brasil, em Americana

Em nota, a Associação de Taxistas de Americana afirmou que são favoráveis a regulamentação dos aplicativos, o que vai diminuir a concorrência desleal entre os serviços.

O projeto de lei traz uma série de exigências para esse tipo de serviço de transporte. Representantes da Uber alegam que, se o texto for aprovado no formato que veio da Câmara, o serviço será extinto. Eles defenderam que haja uma regulação, com delimitação de regras claras para o usuário, o motorista e a empresa, mas pedem que o texto siga um caminho menos apressado no Parlamento.

Entre as exigências propostas pelo projeto estão vistorias periódicas nos veículos de transporte privado, idade mínima para os condutores e “ficha limpa” dos motoristas. Além disso, os carros deverão ter placa vermelhas e rodar com base em licença específica.

Há cerca de duas semanas, representantes da empresa estiveram no Senado para entregar 815 mil assinaturas coletadas durante uma semana contra a proposta. Eles dizem que o texto alternativo do relator, senador Pedro Chaves (PSC-MS), é melhor que o da Câmara, mas senadores alegam que aprovar o texto com mudanças, e, consequentemente, remetê-lo novamente à Câmara, pode adiar muito uma solução para a disputa.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!