Cras é o sexto prédio público de Americana alvo de ladrões

Essa foi a segunda vez em 30 dias que a unidade localizada na Praia Azul é invadida por criminosos; crime não comprometeu o atendimento


O Cras (Centro de Referência de Assistência Social) localizado na Rua Maranhão, na Praia Azul, em Americana, foi alvo de ladrões na madrugada desta sexta-feira. É a segunda vez em 30 dias que a unidade é invadida por criminosos. Somente este ano, seis prédios públicos foram furtados, sendo um deles por duas vezes. Os crimes ocorreram entre os dias 19 de abril e 15 de setembro no São Vito, Jardim Brasil, Parque Gramado, Parque da Liberdade, Jardim São Paulo e o mais recente, na Praia Azul.

Guardas municipais foram chamados por funcionárias que constataram a invasão ao abrir o Cras na manhã desta sexta-feira. De acordo com os patrulheiros que atenderam a ocorrência, Nicolete e Sandrin, ladrões usaram um pedaço de ferro para estourar as janelas e um cabo de vassoura para arrombar a porta. Foram furtados computador, micro-ondas, cafeteira pertencente a um dos funcionários e mantimentos. Há 30 dias, desconhecidos entraram na unidade e levaram um botijão de gás.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
 É a segunda vez em 30 dias que a unidade é invadida por criminosos

A Prefeitura de Americana informou que o crime não comprometeu o atendimento. Disse ainda que já está em andamento o processo de aquisição de câmeras e alarmes para todos os prédios públicos administrados pela Secretaria de Ação Social e Desenvolvimento Humano.

Os furtos em prédios públicos têm sido recorrentes. No dia 27 de agosto, dois homens foram presos após arrombarem uma porta de vidro e furtar um notebook, ventilador e duas CPUs do Cafi (Centro de Assistência a Família e ao Idoso), no Jardim São Paulo. Os objetos foram recuperados.

Três dias antes, a creche Wanda Polo Müller, no Parque da Liberdade, teve os cadeados e alambrados cortados. Os ladrões levaram dois botijões de gás e uma impressora. No mês de maio, vândalos incendiaram uma sala da Casa da Criança Maíra, no Parque Gramado e bandidos furtaram duas torneiras da UBS (Unidade Básica de Saúde) do Jardim Brasil e oito torneiras do Ciep (Centro Integrado de Educação Pública) do São Vito. A escola já havia sido furtada no dia 19 de abril. Na ocasião, foram levadas 12 torneiras.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter