EcologicaMENTE arrecada quase duas toneladas de coleta seletiva

Projeto de sustentabilidade foi realizado neste ano e envolveu aproximadamente 140 alunos do Cijop de Americana


O Cijop (Centro Infanto Juvenil de Orientação Progressiva) de Americana arrecadou, por meio do projeto Ecologicamente, cerca de duas toneladas de material de coleta seletiva em 2016. Os resíduos foram levados pelos próprios alunos durante o ano letivo e renderam R$ 359 em dinheiro para a própria entidade.

A coleta seletiva foi implantada neste ano no centro infantil e aproximadamente 140 crianças, de 4 a 14 anos, participaram da atividade desenvolvida pelo Ecologicamente, um projeto sem fins lucrativos. “O Cijop não tinha coleta seletiva, nós que implantamos. Fizemos todo o trabalho de reeducação na instituição, com as crianças e com as famílias”, ressalta a bióloga Monique Medon, diretora do Ecologicamente, que tem o objetivo de incentivar hábitos voltados para a cidadania e estimular a consciência ambiental. O projeto conta com seis empresas patrocinadoras: Comércio de Sucatas Narciso, Brait Supermercados, Papelaria Dias Artes, Paris HidroLuz e Nova Pet.

De acordo com a bióloga Monique Medon, diretora do Ecologicamente, foram arrecadados 1.740,5 kg de materiais de coleta seletiva, sendo 750 kg de papel, 382 kg de plástico e 608,5 kg de metal. “O resultado foi muito positivo, foi fantástico. Imagina se conseguíssemos colocar isso em todas as escolas do município, cada escola tirando duas toneladas de lixo por ano? Olha como a gente desafogaria o aterro”, ressalta.

ENCERRAMENTO
Para encerrar o projeto, que teve início em março no Cijop, um evento foi realizado na noite desta quarta-feira na instituição, que contou com a participação de funcionários, alunos e familiares. Na ocasião, foram apresentados os resultados atingidos durante o ano letivo, e os estudantes receberam um certificado e foram surpreendidos com a entrega de brinquedos.

Em 2017, o Ecologicamente será realizado na Casa da Criança Sasa, localizada no Jardim Santana, em Americana, onde cerca de 200 crianças participarão do projeto.