CDP de Americana promove palestras no ‘Setembro Amarelo’

Sobrecarga de trabalho e pressão inerente da função têm levado ao aumento no número de afastamento e até suicídio


O CDP (Centro de Detenção Provisória) de Americana aderiu à campanha “Setembro Amarelo” e realiza uma série de palestras e eventos para alertar os funcionários sobre a importância do combate às causas do suicídio e como preveni-lo. A unidade tem 40 agentes de escolta e vigilância penitenciária e outros 136 agentes de segurança penitenciária.

Para o diretor regional do Sindasp (Sindicato dos Agentes Penitenciários de São Paulo), Carlos Rufino, iniciativas como as do CDP de Americana são importantes para a categoria. “A gente percebe que os agentes penitenciários, com o passar dos anos, têm ficado muito doentes. É bastante afastamento e até suicídio, situações que não eram comuns há 20 anos. É uma categoria que sofre muita pressão devido a redução do efetivo e ao aumento da população carcerária”, declarou.

O último balanço divulgado pela SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), isso no dia 11 de setembro, mostra que CDP de Americana abriga 1.118 presos, 74% a mais do que a capacidade, que é de 640 vagas. A reportagem do LIBERAL solicitou o número de agentes afastados no ano passado e neste ano, mas até o fechamento desta reportagem, os sindicatos que representam a categoria não informaram.

Segundo o diretor da unidade prisional americanense, Heber Anaor Janei, as estatísticas demonstram um crescimento quanto as tentativas de suicídio. “A proposta [da campanha] é sensibilizar e conscientizar os servidores sobre os altos índices de suicídio no mundo e apontar fatores para a prevenção. De acordo com a palestrante [professora de psicologia Ticiana Vasconcelos], atualmente, houve um crescimento de 25 vezes, no número de brasileiros que tentam contra a própria vida”, disse. “Portanto, é importante dar ênfase neste assunto, por se tratar de uma questão de saúde pública”, completou Janei.

O dia 10 de setembro é oficialmente o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano. É uma iniciativa da Associação Brasileira de Psiquiatria, em parceria com o Conselho Federal de Medicina.

No CDP de Americana, a campanha teve início dia 11 e se estende até quarta-feira, com a presença de profissionais da área de psicologia e segurança pública. Nesta segunda-feira está prevista mais uma palestra. Também está sendo oferecido o projeto “Plantão Psicológico”. O objetivo é oferecer atendimento individualizado.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter