Briga de família termina em sequestro com reféns

M.G.F.S., de 18 anos e desempregado, foi preso em flagrante por crime de cárcere privado e lesão corporal


Foto: Reprodução_Google
Equipes da PM foram acionadas e o local foi isolado para que as negociações tivessem início

Uma briga de família no bairro Vila Jones, em Americana, virou caso de polícia quando um homem tomou como refém sua irmã e uma criança de apenas 3 anos de idade. O caso aconteceu na tarde deste sábado, por volta das 15h30, na Rua Guilherme de Almeida.

De acordo com informações da PM (Polícia Militar), que atendeu a ocorrência, F.L.J. havia sido ferido com golpes de faca por todo o corpo pelo cunhado. Em contato com B.K.S., ele informou que também havia sido ferido pelo mesmo homem, seu irmão, com pedaços de uma garrafa quebrada.

Ambos informaram aos policiais que as lesões foram causadas por M.G.F.S., de 18 anos e desempregado, que estava descontrolado. Com a chegada da polícia, o homem ficou irritado e tomou de refém sua outra irmã e uma criança de apenas 3 anos. Em seguida, se trancou no banheiro da residência.

Foto: Polícia Militar / Divulgação
Faca e uma tesoura foram apreendidos

Outras equipes da PM foram acionadas e o local foi isolado para que as negociações, que duraram cerca de 15 minutos, tivessem início. Segundo a polícia, devido ao perigo que os reféns estavam submetidos e da ameaça a integridade física da criança, assim que o desempregado se afastou das reféns, os militares arrombaram a porta do banheiro e invadiram o local.

Como resposta, os policiais foram surpreendidos pelo homem, que investiu contra eles. Para conter o desempregado, os policiais deram um tiro de borracha na perna e precisaram usar de força moderada para detê-lo. Todos os envolvidos foram encaminhados ao Hospital Municipal Dr. Waldermar Tebaldi, onde receberam atendimento médico e foram liberados.

Em seguida, todos foram conduzidos a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Americana para prestar esclarecimentos. O desempregado, por sua vez, foi preso em flagrante por crime de cárcere privado e lesão corporal. Ele será encaminhado a Cadeia Pública de Sumaré.

Notícias sobre a região, Brasil e o mundo em um clique. Receba nossa newsletter