Atrasos de ônibus ainda são principal reclamação

Uma semana após assumir 22 linhas da VCA, VPT ainda tem que lidar com reclamação de atrasos por parte dos usuários do transporte em Americana


Uma semana após assumir 22 linhas da VCA (Viação Cidade Americana), a VPT (Viação Princesa Tecelã) ainda tem que lidar com a reclamação de atrasos por parte dos usuários do transporte municipal. No Terminal Metropolitano de Americana as pessoas alegam que há demora principalmente nas linhas que operam nos bairros Antônio Zanaga, Jardim Mirandola e Parque das Nações.

A empregada doméstica Cleuza Moreira, por exemplo, diz que os cobradores foram retirados do ônibus que partem em direção ao Antônio Zanaga. “Isso acaba atrasando mais no horário de pico”, pontuou. Ela diz que os veículos chegam a demorar 15 minutos por este motivo. “Perguntamos aos motoristas e eles não sabem se os cobradores vão voltar”, pontuou.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
VPT ainda lida com reclamações de usuários após assumir linhas da VCA em Americana

A faxineira Nilza Andrade diz que os atrasos na linha Guaicurus ultrapassam 40 minutos nos períodos da tarde. “Por conta disso não consigo fazer a integração. Estou pagando quatro passagens esses dias e isso impacta muito no nosso salário que já é mais baixo”, comentou. “O que queríamos é que a empresa aumentasse o tempo para fazer a integração neste período que todo mundo ainda está se adaptando, inclusive os motoristas”, pontuou.

Em nota, a VPT informou que a avaliação da primeira semana é positiva e que o sistema está operando normalmente, com a contratação da maior parte dos funcionários da VCA.

“Todos os ônibus cumprem rigorosamente os horários de saída estipulados pela prefeitura. Porém é necessário salientar que algumas linhas registram atrasos nos horários de pico em função do trânsito e das obras em andamento no Terminal Urbano. Dificuldades com a integração não foram registradas pela viação”, escreveu a assessoria de imprensa da empresa.

A prefeitura também culpou as obras no Terminal pelos atrasos. “Ainda estão ocorrendo algumas reclamações, mas estão diminuindo notadamente”, escreveu a assessoria de imprensa do Executivo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!