China adverte contra combinação de preços por empresas de eletrodomésticos

O regulador de preços da China advertiu várias empresas nacionais de eletrodomésticos para que não combinem os preços, em meio…


O regulador de preços da China advertiu várias empresas nacionais de eletrodomésticos para que não combinem os preços, em meio a uma série de aumentos nesses itens. Autoridades disseram a executivos das companhias que elas não devem fechar acordos para aumentar os preços no varejo, ou serão punidas pela lei, afirmou em comunicado divulgado nesta quarta-feira a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma.

O órgão não mencionou quais empresas participaram da reunião sobre o assunto, na segunda-feira. A alta nos preços de commodities aumentou o custo de alguns produtos elétricos para casa, como aparelhos de ar-condicionado e televisores, segundo analistas.

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) subiu 5,5% em dezembro, na comparação com igual mês do ano anterior, segundo dados oficiais divulgados na terça-feira. O PPI saiu do território deflacionário em setembro e tem acelerado desde então. Fonte: Dow Jones Newswires.