Temer cancela indicação de Calero para presidência da Autoridade Pública Olímpica

O presidente Michel Temer cancelou a indicação do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero para ocupar o cargo de presidente da…


O presidente Michel Temer cancelou a indicação do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero para ocupar o cargo de presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO). Calero havia sido escolhido para o posto em agosto, depois de já ter assumido a pasta da Cultura, mas teria que ter o nome aprovado pelo Congresso Nacional.

A mensagem em que Temer solicita aos parlamentares a retirada de tramitação da indicação está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, dia 29.

O cancelamento da indicação de Calero para a APO ocorre depois da saída do diplomata do cargo de ministro, em decorrência de episódio de suposto tráfico de influência envolvendo o também ex-ministro Geddel Vieira Lima.

Calero acusou Geddel de tê-lo pressionado para que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) liberasse a construção de um prédio em Salvador, perto de uma área tombada, onde Geddel tem um apartamento. A Comissão de Ética Pública da Presidência abriu investigação para apurar o caso. Temer também foi acusado por Calero de ter feito intervenção na questão em favor do interesse particular de Geddel.